Convergência Digital - Home

Serpro e Economia criam ‘Mapa de Empresas’, com Big Data das Juntas Comerciais

Convergência Digital
Convergência Digital* - 29/05/2020

O Serpro e a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia lançaram uma ferramenta de análise de dados sobre abertura e fechamento de empresas no Brasil. Chamado ‘Mapa de Empresas’, a aplicativo permite a análise de mercados, concorrência, clientes e fornecedores por tipo de atividade econômica dos empreendimentos.

"Criamos a ferramenta para impulsionar os negócios com dados precisos. Devemos abrir todos os dados que subsidiem decisões dos empresários e do próprio governo sobre as oportunidades e desafios para empreender no país", diz o secretário especial de Desburocratização, Paulo Uebel. 

O ‘Mapa’ é fruto da integração digital empreendida pela Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), coordenada pelo Ministério da Economia e que reúne entidades representativas das 27 Juntas Comerciais. Nas Juntas, são registradas abertura, alterações e encerramento das empresas do país. Agora, os dados regionalizados são obtidos mais rapidamente e é possível cruzá-los de forma mais organizada.

Informações extraídas do Mapa demonstram que o Brasil encerrou o 1º trimestre deste ano com 18.296.851 empresas ativas. É um saldo positivo de mais de meio milhão de empresas (no total, 554.579 a mais). Foram abertas 846.957 empresas e fechadas, no período, 292.378.

As atividades de maior crescimento foram de ‘cabeleireiros, manicure e pedicure’, com 45.397 empresas abertas; ‘comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com 42.864 empresas; ‘promoção de vendas’, 36.120; ‘obras de alvenaria’, 29.929; e ‘fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar’, 23.383.

A atualização do ‘Mapa de Empresas’ será mensal. "Com a solução, é possível ter rapidamente uma radiografia do mercado brasileiro", observa o presidente do Serpro, Caio Mario Paes de Andrade. "A ferramenta permite a obtenção de dados de negócios livremente, possibilitando obter insights para a tomada de decisões".


Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site