GOVERNO

Brasscom: Prorrogação da desoneração da folha gera 335 mil novos postos de trabalho em TI

Ana Paula Lobo* ... 27/05/2020 ... Convergência Digital

A prorrogação da desoneração da folha de pagamento até 2022 permitirá a criação de 335 mil novos postos de trabalhos em TI, sustenta a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Brasscom.Mas o fim do benefício em dezembro, adverte, provocará demissões o fim de 84 mil postos de trabalho.

A entidade assinou nesta quarta-feira, 27/05, um manifesto favorável à aprovação da Medida Provisória 936/20 no Congresso Nacional e a sua sanção presidencial. Hoje a desoneração da folha beneficia os setores de tecnologia da informação, construção civil, comunicação social, transporte público, têxteis, calçados e call center.

De acordo com a manifestação da Brasscom, a política de desoneração da folha de pagamento foi e é emblemática para inserir a TI brasileira na competição global. Na primeira fase - de 2011 a 2015 - o setor contratou 95 mil profissionais. Nos anos de 2015 e 2016, sem o benefício, a contratação de profissionais caiu 50% e ficou em 49 mil trabalhadores. Em 2017, a desoneração da folha foi reativada e o setor reagiu contratando 20% a mais de  profissionais chegando a 60 mil trabalhadores.

Na prática, com a desoneração das folha, as empresas podem escolher entre contribuir com um percentual que fica entre 1% a 4,5% sobre a receita bruta, ao invés de recolher 20% sobre a folha de pagamento para a Previdência. Se a medida perder a vigência em dezembro, todos os segmentos vão contribuir com 20% sobre a folha de pagamento.

Para tentar reverter a posição do Ministério da Economia, que tem se posicionado contra a prorrogação do benefício, a Brasscom elenca quatro razões em defesa do benefício:

·A recuperação do desemprego profundo em face da Covid-19 dependerá dos setores hoje desonerados.

·Não elevar carga tributária do setores que mais empregaram nas últimas décadas.

·Preservar empregos qualificados no Brasil frente à concorrência global.

·Melhorar a posição do Brasil (71º lugar) no índice de competitividade laboral do Fórum Econômico Mundial.

*Com informações da Brasscom


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Assespro: Marco Legal de Startups possui falhas graves

Em documento enviado à Comissão Especial do Marco Legal de Startups, entidade lembra que a legislação não resolve, por exemplo, a questão da falta de garantias de recibmento para a venda ao governo. "Governo demora a pagar os serviços contratados e muitas startups podem entrar em falência".

LGPD: Não fique parado. A Lei pegou e exige mudança cultural

Corporações não devem temer as obrigações da proteção de dados, mas implementá-las passo a passo. Mudanças trarão maturidade aos negócios e vão impulsionar o crescimento, afirmaram Mariana Blanes, do Martinelli Advogados, e José Pereira Junior, da Intelit, no CD em Pauta.

Portal Gov.br soma mais de 80 milhões de brasileiros com login e senha

Portal está unificando toda a oferta de serviços digitais do governo federal. Dados do Ministério da Economia revelam ainda que 2368 serviços estão 100% digitalizados, dos 3870 oferecidos por 190 órgãos federais.

BNDES abre licitação para manter plano de venda do Serpro e Dataprev

Banco de fomento lançou a RFI n° 04/2020 para a contratação de uma consultoria especializada na prestação de serviços de Due Diligences e avaliação econômico-financeira. O prazo para os interessados vai até o dia 13 de outubro.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G