Clicky

INOVAÇÃO

IA feita no Brasil salva vidas ao monitorar três milhões de pacientes

Ana Paula Lobo e Luís Osvaldo Grossmann ... 26/05/2020 ... Convergência Digital

Para viabilizar um ecossistema propício ao desenvolvimento da Inteligência Artificial no Brasil, o professor da Universidade Federal de Goiás, Anderson Soares, defende uma profunda integração da academia com o setor privado. A relação é positiva tanto para gerar soluções efetivas para problemas reais do mercado como alimenta o conhecimento acadêmico. 

Em entrevista para o Convergência Digital Em Pauta, Soares mostra resultados dessa combinação: soluções em uso baseadas em teses de mestrado. Caso do sistema de inteligência artificial que avalia a probabilidade de crises em doentes crônicos, que já monitora 3 milhões de pacientes. 

“É uma solução muito original, um golaço da ciência brasileira, vencedora do prêmio Johnson & Johnson de inovação no ano passado. A solução é usada em operadoras de saúde consegue saber com seis a 12 meses de antecedência quais os pacientes crônicos terão uma fase aguda”, explica o professor. A ferramenta incentiva os atendimentos preventivos, de forma eletiva, sem os custos de emergência. "Temos um caso prático. Uma senhora foi salva depois de descobrir que estava com 99% de obstrução coronária e foi possível detectar antes de um infarto. Salvou a vida dela", comora.

Também em implantação prática está o sistema desenvolvido para correção de provas no ensino público de Goiás. “Hoje não sabemos se divergência da máquina, da solução de inteligência artificial, é um erro ou é da própria divergência entre os corretores humanos. Porque comparado ao corretor humano ela dá uma divergência entre 50 a 80 pontos. Mas 80 pontos também é a divergência média entre corretores humanos.”

Para o professor da UFG, o empreendedorismo precisa andar junto do ensino. “Existem grandes projetos no varejo, na energia, na saúde acontecendo. A Inteligência Artificial chegou para ficar", sustenta. Assistam a participação do professor Anderson Soares no Convergência Digital em pauta.


EMBRAPII e FIESP incentivam projetos inovadores de startups

Iniciativas podem envolver áreas, entre outras, como Inteligência Artificial, Mobilidade, Bioeconomia, Grafeno, Biofármacos e Manufatura 4.0.

Transformação digital: um movimento com vencedores e perdedores

A afirmação é do cofundador da Decoupling.co, Thales Teixeira, sobre a digitalização do mundo acelerada pela Covid-19. Para o especialista, 2025 já chegou e exige uma readequação imediata das empresas por sobrevivência.

Governo destinou quase R$ 100 milhões para projetos de cidades inteligentes

O secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano, Tiago Queiroz, disse que há projetos especiais como o água 4.0 e saúde 4.0. A deputada federal do PP/SC, Angela Amin, reforçou que as pessoas são a síntese das cidades inteligentes e é preciso um esforço para capacitar gestores públicos municipais e estaduais.

IA² MCTI lança edital voltado para inovação aberta com Inteligência Artificial

Já está disponível para consulta o edital de seleção das 15 empresas âncora do IA² MCTI, programa de aceleração tecnológica em inteligência artificial que visa aumentar a competitividade brasileira através da inovação aberta.

Dataprev cria Centro de Excelência em Internet das Coisas no Ceará

Estatal de TI montou uma Unidade de Desenvolvimento para experimentos e simulações em IoT voltada à transformação digital e ao Plano Nacional de Internet das Coisas.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G