Home - Convergência Digital

EUA restringem vendas de chips para Huawei

Convergência Digital* - 15/05/2020

O governo Trump avançou nesta sexta-feira, 15/05, no bloqueio de envios de semicondutores de fabricantes de chips globais para a Huawei Technologies, em uma medida que pode aumentar as tensões com a China.

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos disse que estava alterando uma regra de exportação para “atingir estrategicamente a aquisição de semicondutores pela Huawei, que são o produto direto de certos softwares e tecnologias dos EUA”. 

Sob a mudança de regra, as empresas estrangeiras que usam equipamentos de fabricação de chips dos EUA deverão obter uma licença antes de fornecer determinados chips à Huawei ou a uma subsidiária como a HiSilicon. 

O Departamento de Comércio disse que a regra permitirá que os itens já em produção sejam enviados para a Huawei desde que as remessas estejam concluídas dentro de 120 dias a partir desta sexta-feira. Os chipsets precisariam estar em produção até sexta-feira ou seriam inelegíveis sob a regra. 

Segundo a agência Reuters, o Departamento de Comércio sustenta que “o anúncio interrompe os esforços da Huawei para minar os controles de exportação dos EUA”. 

A mudança da regra é um golpe para a Huawei, segunda maior fabricante de smartphones do mundo, bem como a Taiwan Semiconductor Manufacturing Co (TSMC), uma grande produtora de chips para a unidade HiSilicon da Huawei e também para as rivais Apple e Qualcomm. Na véspera do novo anúncio, a TMSC anunciou que construirá uma fábrica de chips de 12 bilhões de dólares no Arizona. 

A Huawei, que precisa de semicondutores para seus amplamente utilizados equipamentos de smartphones e telecomunicações, está no centro de uma batalha pelo domínio tecnológico global entre os Estados Unidos e a China. 

A Huawei, que alertou que o governo chinês retaliará se a regra entrar em vigor, não comentou imediatamente nesta sexta-feira. Os futuros dos índices de ações dos EUA passaram a operar em patamar negativo após reportagem da Reuters. 

“O governo chinês não ficará parado vendo a Huawei ser abatida”, disse Eric Xu, presidente da Huawei, a repórteres em 31 de março. 

Os Estados Unidos estão tentando convencer seus aliados a excluir equipamentos da Huawei das redes 5G, porque supostamente pode ser usado pela China para espionagem. A Huawei negou repetidamente a alegação. 

O secretário de Comércio, Wilbur Ross, disse à Fox Business “que existe uma brecha altamente técnica através da qual a Huawei foi capaz, de fato, de usar a tecnologia dos EUA com produtores estrangeiros”. Ross chamou a mudança de regra de “uma coisa altamente personalizada para tentar corrigir essa brecha”.

* Da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/10/2020
Itália diz amém aos EUA na briga contra Huawei e Alemanha é a próxima

23/09/2020
Huawei diz ter estoque suficiente para atender demanda nacional

17/08/2020
EUA apertam o cerco e endurecem medidas de restrições contra a Huawei

13/08/2020
EUA banem empresas que usam produtos da Huawei das compras governamentais

10/08/2020
Huawei dá o troco e Qualcomm alerta para o risco dos EUA perder muito dinheiro

06/08/2020
Huawei usa robôs em centro de distribuição no Brasil com uso do 5G industrial

09/07/2020
No Brasil, TIM nega descarte da Huawei para rede 5G

23/06/2020
Huawei: Brasil sempre teve um mercado aberto e justo no setor de TIC

21/05/2020
Huawei tem novo CEO para conduzir negócios no Brasil

18/05/2020
Huawei sobe o tom e diz que governo dos EUA é arbitrário

Destaques
Destaques

Conexão no campo pode render até R$ 50 bilhões em dois anos

Estudo do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) revela que, hoje, faltam quase 15 mil antenas e torres para ofertar o serviço necessário para a digitalização do agronegócio. Os números foram revelados no Painel Telebrasil 2020.

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site