GESTÃO

Governo prepara nova norma para tratamento de empresas estatais

Convergência Digital* ... 11/05/2020 ... Convergência Digital

A Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) está desenvolvendo um novo estatuto padrão para as empresas estatais federais. O texto, que será apresentado até o final deste mês, busca alinhar a governança das estatais às diretrizes propostas pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

A informação foi apresentada pelo Secretário de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, Amaro Gomes, e seu Secretário-Adjunto, Ricardo Faria, em live promovida pelo Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (IBRI).

“A principal diretriz da Sest hoje é incorporar as melhores práticas internacionais. O Brasil tem um compromisso de adotar as recomendações da OCDE. Esse novo estatuto trará mais transparência e dará tratamento mais claro da relação entre a União e a companhia, principalmente no que diz respeito a políticas públicas”, declarou Amaro Gomes. “É um passo relevante para a adesão do Brasil às diretrizes de governança de estatais da OCDE”, completou Ricardo Faria.

Amaro Gomes também informou que a Sest está trabalhando nas diretrizes e na definição dos parâmetros de avaliação das empresas estatais, conforme de termina o Decreto nº 10.263/2020, publicado em 6 de março de 2020. A primeira avaliação deve ocorrer já nos próximos meses.

Segundo a norma, as empresas de controle direto da União terão sua sustentabilidade econômico-financeira, bem como as razões que justificaram sua criação, avaliadas de forma periódica. As estatais dependentes serão analisadas a cada dois anos e as não-dependentes a cada quatro anos.

“A avaliação das empresas estatais federais consideram 2 aspectos principais: o artigo 173 da Constituição Federal e a Sustentabilidade Econômico-Financeiro da empresa”, afirmou Amaro Gomes.

* Com informações do Ministério da Economia


Plataforma online vai integrar pagamentos ao Tesouro Nacional

Empresas que prestam serviço de recolhimento de valores poderão se credenciar ou integrar suas soluções ao PagTesouro.

Empresas estão longe de priorizar a LGPD, adverte a EY

"Nem dois anos ou mesmo o dobro deste tempo serão suficientes para a empresa que não colocar a privacidade de dados como prioridade", afirma Marcos Sêmola, sócio-líder da EY para Cybersegurança.

Dataprev lança ferramenta para acesso online à bolsa de qualificação profissional

Bolsa é uma das alternativas à demissão nos casos de suspensão de contrato de trabalho motivados pela pandemia de Covid-19. 

LGPD: quase 90% das empresas abandonam adequação e culpam a Covid-19

Estudo mostra que boa parte das organizações deixou de lado os ajustes dos sistemas, até pela indefinição política do tema.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G