TIM e Vivo já acessam dados sobre a Oi Móvel

Ana Paula Lobo e Luis Osvaldo Grossmann ... 06/05/2020 ... Convergência Digital

A TIM confirmou que começou o due diligence com a Vivo para a possível compra da Oi Móvel, mesmo com a quarentena imposta pela pandemia de Covid-19 e a expectativa é que o mercado receba informações até o mês de junho, revelou o presidente Pietro Labriola, em teleconferência de resultados do primeiro semestre de 2020, realizada nesta quarta-feira, 06/05. Segundo Labriola, foi dado acesso aos dados para fazer a investigação das oportunidades e dos riscos. "A Oi colaborou e estamos avaliando todos os dados", declarou o executivo.

Sem querer adiantar detalhes- até por conta da própria negociação - Labriola garantiu que 'está indo tudo bem'. Ele descartou impacto no processo pela Covid-19. "Esse é um investimento de médio e longo prazo", declarou. O CFO da TIM Brasil, Adrian Calaza, foi além: 'estamos conduzindo os dados da melhor forma e podemos ter uma proposta nos próximos meses'.

O presidente da Vivo, Christian Gebara, também em teleconferência de resultados do primeiro trimestre, anunciou o início da coleta de informações, mas foi mais cauteloso. "Esse é um processo que leva um longo tempo e envolve uma empresa em situação legal específica(recuperação judicial). Não tenho como dizer quanto vai levar, mas estamos caminhando", pontuou.

Mas há impeditivos para a aquisição da Oi Móvel. Primeiro, a própria Oi precisa ter autorização na assembleia de credores para vender o ativo. A Oi ainda não confirmou quando será essa assembleia, mas ela tem de acontecer até o dia 06 de novembro. Além disso, há as questões envolvendo os órgãos reguladores - Anatel e CADE - por conta da partilha dos ativos, especialmente, espectro.


Feninfra diz que sem desoneração da folha país perde R$ 2 bilhões e 500 mil empregos em Telecom

Segundo a presidente da entidade, Vivien Suruagy, caso o Congresso não derrube o veto de Bolsonaro à medida, haverá um "apagão de tecnologia" no país.

STJ confirma condenação da Telefônica por falta de cartões telefônicos

Multa estipulada foi de R$ 3 milhões, por conta da não venda de cartões indutivos de 20 unidades. Condenação da operadora foi mantida pela 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

Oi entra na disputa do mercado de marketplaces para consolidar marca de consumo

Plataforma OiPlace chega ao mercado com mais de 3 mil produtos. Tele também incluiu canal ao vivo no Oi Play, a partir da mudança da regra de conteúdo na Internet pela Anatel.

Em três meses, Anatel e PF apreendem mais equipamentos irregulares que em todo 2019

Somente entre julho e setembro deste 2020 foram 243,7 mil equipamentos sem certificação, entre baterias, carregadores, TV boxes, smartwatches e conversores digitais com Wi-Fi.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G