Clicky

Home - Convergência Digital

Meio de pagamentos: Startups unem operações para disputar mercado nacional

Convergência Digital* - 17/04/2020

A Mobbuy, plataforma de pagamentos móveis baseada em smartphones, anunciou a fusão com a área de processamento de subadquirentes da Infocards. Com o negócio, nasce uma nova Mobbuy, agora com capacidade de atender o mercado desde a captura de transações até o processamento de pagamentos, atendendo seus clientes com mais rapidez e segurança.

Na verdade, a Mobbuy está se fundindo com a parte da Infocards – sistema de subadquirencia - que permaneceu com o Marco Antonio José, ex-sócio e fundador da Infocards. Parte da Infocards – a área de cartões Private Label, já havia sido adquirida pela DMCard no final do ano passado. De acordo com os sócios da nova empresa, Luciano Barbezani e Marco Antonio José, as soluções das duas companhias que agora unem operações são absolutamente complementares, o que deve ampliar em muito a atuação da companhia, que continuará se chamando Mobbuy.

“Enquanto a Mobbuy tem soluções para a captura de transações com cartões de crédito e débito com mobilidade, a parte de subadquirência da Infocards que ficou com Marco Antonio, traz todas as funcionalidades de back office demandadas por nossos clientes”, diz o executivo. Com isso, a nova Mobbuy passa a entregar diferenciais como soluções para pagamentos de contas, recarga de celular, venda de seguros e serviços do Detran, acompanhadas de sistema de gestão, conciliação, contas a pagar, contas a receber, antecipação de recebíveis e integração contábil, entre outros.

“Desta forma, passamos a atender o mercado em toda a linha de produção, gerando ainda mais valor aos nossos clientes”, completa. Como exemplo, o executivo cita os atuais clientes da Mobbuy, que até então contavam apenas com soluções de captura de transações: eles agora passam a contar com todas as funcionalidades necessárias para a gestão de suas operações.

Do mesmo modo, os atuais clientes da solução de retaguarda de subadquirência da Infocards passarão a contar com uma nova opção de captura de transações baseada em smartphones, tablets, PCs e browsers internet, possibilitando a eles diversificar sua oferta de produtos e serviços. “Isso sem contar a sinergia entre as duas empresas, que certamente vai gerar novas soluções de tecnologia”, ressalta Barbezani.

A expectativa da nova companhia é oferecer ao mercado uma solução completa de processamento e serviços no segmento de subadquirência, levando diferenciais na captura e venda de produtos e serviços. “Em um mercado tão competitivo, onde as subadquirentes tiveram perda significativa de receita por causa das brigas de taxas do mercado, o cliente passa a ter uma solução que entrega diferenciais”, diz, lembrando que em um mesmo estabelecimento credenciado pela subadquirente é possível efetuar transações tradicionais de cartões de débito e crédito e contar com diferencias na venda de outros produtos e serviços, como pagamento de contas, recarga de celular, venda de seguros etc.

Para o executivo, a complementariedade e a sinergia das ofertas deve ser um atrativo a parte para novos clientes, que poderão contar com ganhos de escala em suas operações, além de reduzir custos de gestão por contar com um único fornecedor. “Após um período de atuação com esse desenho, estamos certos de que seremos benchmark no mercado para este tipo de solução, o que vai nos fazer crescer em número de clientes”, prevê.

E as expectativas são otimistas. Hoje com 11 clientes, a Mobbuy espera chegar a 60 clientes nos próximos cinco anos, atingindo um faturamento de R$ 12 milhões/ano e atendendo cerca de 12 mil estabelecimentos comerciais em todo o Brasil. “Temos certeza que esta união nos dará uma participação de mercado maior, já que estamos oferecendo uma solução ideal para muitas empresas”, afirma. Com a fusão, o quadro executivo da nova Mobbuy passa a ser composto por Marco Antonio José e Marcos Antonio Oliveira Alves (Tecnologia); Luciano Barbezani (Comercial e Produto); e Mário Tomio (Financeiro e Operacional).

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/06/2021
Cade rejeita restrições e aprova compra da Linx pela Stone

17/05/2021
Depois do Pix, PagTesouro permite pagamento com PicPay

14/05/2021
Pix completa seis meses movimentando R$ 951 trilhões

30/04/2021
Banco Central descarta brecha de segurança no Pix e adverte contra golpes

29/04/2021
Vivo Pay chega integrado ao Pix e disponível para não clientes

29/04/2021
Apps de pagamentos: Brasileiros confiam mais nas big techs do que nos bancos tradicionais

27/04/2021
Banco Central faz campanha contra golpes no Pix

22/04/2021
TIM supera 2 milhões de faturas pagas via PIX

22/04/2021
Simples Nacional adota Pix e beneficia mais de 16 milhões de contribuintes

20/04/2021
Fintech nacional de meio de pagamento recebe aporte de R$ 90 milhões

Destaques
Destaques

IBM: Com 5G e Edge, redes das teles serão plataformas definidas por software

Só assim as operadoras de telecomunicações vão ser capazes de suportar as novas aplicações e terão como monetizar volumes crescentes de dados habilitados para o 5G e edge aponta estudo global da IBM, conta a líder de serviços de consultoria para a indústria de mídia e Telecomunicações da IBM América Latina, Marisol Penante.

GSMA faz ofensiva para reverter decisões a favor do Wi-Fi na faixa de 6GHz

Associação da indústria móvel admite, porém, que os países, na sua maioria, estão decidindo por dar a faixa de 6GHz, com 1200 Mhz, para os serviços não-licenciados, mas adverte: o 5G vai precisar de 2GHz de espectro na próxima década para oferecer todo o seu potencial.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços de Valor Agregado são a aposta das teles para lucrar com 5G

Por Luiz Pereira*

Em tempos nos quais o serviço de conexão já virou commodity, companhias do setor precisam diversificar ofertas para aproveitarem nova tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site