INOVAÇÃO

Pesquisa de inovação mostra investimento baixo e falta de política pública

Convergência Digital ... 16/04/2020 ... Convergência Digital

As empresas consideradas inovadoras no Brasil investiram R$ 67,3 bilhões em atividades inovativas no ano de 2017, o que corresponde a 1,95% da receita líquida total das vendas no mesmo ano. É o que mostra a Pesquisa de Inovação (Pintec), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta, 16/4.

De acordo com os dados, entre 2015 e 2017, 33,6% das 116.962 empresas brasileiras com dez ou mais trabalhadores fizeram algum tipo de inovação em produtos ou processos, o que significa 2,4 pontos percentuais a menos que na pesquisa anterior (que avaliou o período entre 2012 e 2014). Na indústria, a queda foi ainda maior, de 36,4% em 2014 para 33,9% em 2017.

São números baixos para uma economia das dimensões do Brasil. Conforme indica a Confederação Nacional da Indústria, o investimento anual em P&D tem ficado na média de US$ 40,5 bilhões. Muito abaixo da Coreia do Sul (US$ 84,2 bilhões), da Alemanha (US$ 110,09 bilhões, do Japão (US$ 155,1 bilhões), da China (US$ 442,7 bilhões) e dos Estados Unidos (US$ 483,6 bilhões). 

Por isso, a CNI reclama a construção de uma Política Nacional de Inovação consistente. “A capacidade das empresas inovarem é determinante para aumentar o desenvolvimento econômico e social do Brasil. A agenda de inovação é urgente e precisa ser vista como prioridade de país”, afirma a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio.

Segundo ela, a inovação terá fundamental importância para a superação da crise causada pelo coronavírus. Mas a política, ainda em elaboração pelo Minsitério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, precisa contemplar alguns eixos fundamentais. 

Entre eles, a criação de um ambiente institucional e regulatório favorável à CT&I; a oferta de instrumentos de subvenção econômica e de crédito compatíveis com o risco tecnológico; e o apoio do Estado ao desenvolvimento científico, para que haja um ambiente favorável à produção de conhecimento e tecnologias de ponta.


Cloud Computing
AWS: Nuvem responde às exigências da LGPD

“A LPGD foi criada até pela expansão do uso dos dados, porque temos que nos preocupar muito quem acessa, como ele está armazenado, como está criptografado”, afirma Jorge Ruas, da AWS. 


Fiemg lab e Fiat Chrysler automóveis (FCA) buscam startups de Supply Chain e Manufatura

Competição está com inscrições abertas até o dia 28 de outubro. Oito projetos serão selecionados e terão testes industriais em 2021.

Waze: força das comunidades e dos 50 mil voluntários fazem a diferença

A colaboração é o segredo do sucesso do Waze e estabelecer canal ativo com os clientes é missão, contou a Global Group Manager, Hila Roth.

Inovar é deixar de olhar para o próprio umbigo

Marcelo Salim, da IBM, Percival Jatobá, da Visa e Ana Leão, da Isobar, assumem que o consumidor é quem está selando o destino das marcas e com voz mais ativa.

TOTVS Techfin: Na crise, sobrevivem os mais adaptáveis às mudanças

O momento exige resiliência e perseverança, mas a crise acelerou uma jornada e colocou, de vez, o consumidor como o centro dos negócios, afirmou Eduardo Neubern, diretor-executivo da Totvs Techfin.

Empresas estão comprando tecnologia, mas não fazem a transformação digital

Sem entender o consumidor, a transformação digital simplesmente não vai acontecer, atestaram Sílvio Meira, cientista-chefe na The Digital Strategy Company; Luiz Sergio Vieira, CEO da EY Brasil, e Agenor Leão, vice-presidente de plataformas de negócios da Natura para América Latina.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G