Clicky

Telecom e TI derrubam setor de serviços em fevereiro

Convergência Digital ... 08/04/2020 ... Convergência Digital

Em fevereiro de 2020, o volume de serviços no Brasil caiu 1,0% frente a janeiro, na série com ajuste sazonal. Esse foi o resultado negativo mais intenso desde julho de 2018 (-3,1%). No acumulado no ano houve alta de 1,2% frente a igual período do ano anterior. O acumulado nos últimos doze meses avançou 0,7% em fevereiro de 2020 e mostrou perda de ritmo frente a janeiro (1,0%).

A retração de 1,0% do volume de serviços, observada na passagem de janeiro para fevereiro de 2020, foi acompanhada por três das cinco atividades de divulgação investigadas, com destaque para os recuos vindos de serviços profissionais, administrativos e complementares (-0,9%) e de informação e comunicação (-0,5%), com o primeiro acumulando uma perda de 3,0% nos últimos três meses; e o segundo registrando queda de 1,3% nos dois meses iniciais de 2020. O outro setor que também apontou resultado negativo em fevereiro foram os serviços prestados às famílias (-0,1%), após terem avançado em janeiro (0,5%).

Na média trimestral, os dois únicos resultados negativos vieram dos serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,0%) e dos serviços de informação e comunicação (-0,4%), com o primeiro intensificando o ritmo de queda frente a dezembro de 2019 (-0,6%) e a janeiro de 2020 (-0,7%); e o segundo repetindo o recuo de mesma magnitude verificado em janeiro (-0,4%).

Na comparação com igual mês do ano anterior, o volume do setor de serviços avançou 0,7% em fevereiro de 2020, mas novamente os de informação e comunicação (-0,4%) exerceram uma das principais influências negativas nesse mês, pressionados, em grande parte, pela menor receita das empresas de consultoria em tecnologia da informação; programadoras e atividades relacionadas à televisão por assinatura; e telecomunicações. 

No acumulado do primeiro bimestre de 2020, frente a igual período do ano anterior, o setor de serviços apresentou expansão de 1,2% e nesse caso houve algum crescimento dos serviços de informação e comunicação (0,8%), explicado, em grande medida, pelas maiores receitas auferidas pelas empresas dos ramos de portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet; atividades de TV aberta; tratamentos de dados, provedores de serviços de aplicação e de hospedagem na Internet. 


Internet Móvel 3G 4G
Vivo lança e-Sim IoT para expansão de negócios no Brasil

Toda empresa que adquirir a solução poderá fazer a adequação do ciclo de vida dos SIM Cards, desde testes durante o processo de desenvolvimento e produção até a implantação do serviço para o cliente final. A Vivo, segundo Anatel, detém 36% de participação de mercado de M2M.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Oi lança carteira digital via WhatsApp

Parceria com Conta Zap, serviço permite pagar contas, fazer recarga de celular, enviar e receber dinheiro. Ideia é permitir crédito por mensagens também. 

Por casa conectada, Vivo negocia opção de ser acionista minoritária na CDF

A CDF é um marketplace de solulções de assistência residencial e tecnológica e que já é parceira na oferta do Vivo Guru. Os novos serviços serão lançados em breve, mas um deles será voltado para a instalação e  configuração de dispositivos inteligentes.

Huawei: é cedo para dizer quem está dentro ou fora da rede privada do governo

“Existe uma portaria, mas os requisitos ainda não estão completamente claros”, afirma o diretor de cibersegurança da fabricante chinesa, Marcelo Motta.

Oi entra na briga pela fibra ótica em São Paulo

Companhia diz que os pilotos comercial e de rede estão acontecendo e o lançamento ao mercado será no segundo trimestre (abril a junho) para os mercados B2C e B2B. A Oi vai usar 5,2 mil Km de rede própria oriundas da compra da MetroRed e da Pegasus no passado.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G