Clicky

INOVAÇÃO

Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro ... 27/03/2020 ... Convergência Digital

Em setembro do ano passado, durante o Rio Info 2019, o Convergência Digital apresentou a Laura, uma tecnologia de Inteligência Artificial 100% nacional, criada em 2016 depois de uma criança morrer em decorrência de falhas operacionais em um hospital. Agora, a Laura ganhou escala e será disseminada na área da saúde. Já utilizada em 30 hospitais do País, a Laura salvou mais de 12 mil vidas. Nesta quinta-feira, 26/03, foi firmado um acordo de cooperação para uso da inteligência artificial na área da saúde, que pode revolucionar o diagnóstico de infecções hospitalares em todo País. E, claro,salvar vidas.

O acordo engloba o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC), o Hospital das Forças Armadas (HFA), o Ministério da Defesa, o Instituto Laura Fressatto e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que é uma organização vinculada ao MCTIC. A Laura permite cruzar todos os dados dos pacientes e fornece as informações necessárias para a tomada de decisão pelos médicos, tendo a Inteligência Artificial como ferramenta para a construção de diagnósticos. A proposta é que ocorra a identificação dos quadros de infecção com ao menos 10 horas de antecedência.

Em relação à epidemia do COVID-19, o responsável pelo Instituto Laura Fressatto, Jacsson Luiz, adiantou que a tecnologia já está sendo adequada para poder atender os casos mais críticos de pacientes atacados pelo novo coronavírus. “A sociedade precisa de tecnologia e de entrega social rápida”, completou o Rui Yutaca Matsuda, comandante logístico do Hospital das Forças Armadas. O Convergência Digital replica a entrevista feita com Cristian Rocha, um dos sócios do projeto Laura, no Rio Info 2019, onde ele explica a origem e como a Laura funciona.


Ericsson processa Samsung por patentes em briga de até R$ 900 milhões

Impacto faz parte da projeção da fabricante sueca no lucro com royaltes que pode deixar de receber no trimestre.  Essa não é a primeira batalha entre as empresas. Em 2012, a Samsung pagou US$ 650 milhões à Ericsson.

Huawei: setor elétrico tem de priorizar cibersegurança para evitar apagões

Flávio Hott, gerente de produto para Energia da fabricante, disse ainda que smart grids em 4G, e depois no 5G, são investimentos efetivos para melhorar o desempenho operacional das redes.

Copel vai investir R$ 3,5 bi em redes inteligentes

Presidente da estatal, Daniel Slaviero, prevê também a chegada da compra direta de energia pelo consumidor até por celular, como ocorre na Europa. A partir de 02 de janeiro, começa a instalação dos medidores inteligentes em 450 mil unidades.

Dynatrace: Na saúde, o software tem de ser perfeito para garantir a jornada digital

A saúde digital aumenta a complexidade dos ambientes internos de TI, observou Marco Aurelio Silva, territory manager da Dynatrace, ao participar do 5X5 TecSummit.

Huawei: interoperabilidade é chave para a transformação digital

5G, Inteligência Artificial, nuvem, computação de alto desempenho e desenvolvimento de novos aplicativos são os motores da jornada digital no governo, afirmou o executivo da Huawei Brasil, Ricardo Carrion Mansano.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G