TELECOM

Covid-19: Globo, Record e SBT pedem à Embratel suspensão dos pagamentos por satélite

Convergência Digital ... 26/03/2020 ... Convergência Digital

As emissoras de televisão encaminharam um pedido à Embratel Star One, dona dos principais satélites com cobertura sobre o Brasil, que suspenda a cobrança da disponibilização dos sinais por seis meses, a começar de 1º de abril de 2020. O pedido foi encaminhado pelas entidades Abert e Abratel, que representam emissoras como Globo, Record, SBT e RedeTV. 

“A queda da atividade econômica em geral, que se reflete também sobre o setor de comunicação social, faz-se acompanhar do efeito recessivo sobre os espaços comerciais da programação, de par com a destinação de maior tempo da programação para as informações de saúde pública. Além disso, já são sentidos os efeitos dos cancelamentos de publicidade do mercado privado, precisamente a fonte primordial de receitas do setor. Seguramente, isso deverá intensificar-se nas próximas semanas e meses, o que pressupõe uma pressão sobre o caixa das empresas do setor, de forma significativa”, alegam as entidades.

Por conta desse cenário, pedem para suspender os pagamentos pelo sinal do satélite, alegando ser fundamental para atender “22 milhões de famílias brasileiras via recepção por antenas parabólicas”.

“Diante de tal situação de excepcionalidade que, por certo, reclama medidas ou soluções de caráter extraordinário, é vital que o setor de televisão aberta receba tratamento diferenciado quanto ao pagamento pela disponibilização do sinal por meio de banda satelital, isentando o valor devido pelo período mínimo de seis meses, a contar de 1º de abril de 2020, tendo em vista a importância de se manter o equilíbrio econômico-financeiro de nossos contratos e a continuidade de nossa parceria.”


Internet Móvel 3G 4G
Reino Unido contraria teles e confirma leilão 5G para janeiro de 2021

Ofcom, a Anatel do Reino Unido, não quis receber cerca de R$ 8 bilhões das teles, e manteve a oferta de 80 MHz em 700 MHz e 120 MHz entre 3,6 GHz e 3,8 GHz. Teles tentaram ficar com as frequências como 'compensação' à retirada dos equipamentos Huawei das suas redes.

Reclamações contra oferta de banda larga crescem 40% com a quarentena da Covid-19

Queixas na Anatel cresceram especialmente a partir de março. No conjunto dos serviços, agência recebeu 1,52 milhão de reclamações entre janeiro e junho. Também houve um aumento de 20% com relação à telefonia móvel.

Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

“Tem que fazer um PGMU mais leve para que a gente possa respirar”, defende a diretora regulatória, Adriana Costa. Anatel esclarece que concessão não é sinônimo de lucro garantido. 

Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

Para o diretor da Huawei Brasil, Carlos Lauria, a reserva técnica é a melhor garantia para aguardar a evolução da tecnologia. "Se der tudo agora, não tem como voltar atrás depois", observa o executivo.

Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

Diretor da Qualcomm, Francisco Soares, espera que a Anatel se defina por dar os 1,2GHz para os serviços licenciados. "O 6GHz não licenciado será o complemento ideal para os serviços licenciados 5G", sustenta.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G