Covid-19: Globo, Record e SBT pedem à Embratel suspensão dos pagamentos por satélite

Convergência Digital ... 26/03/2020 ... Convergência Digital

As emissoras de televisão encaminharam um pedido à Embratel Star One, dona dos principais satélites com cobertura sobre o Brasil, que suspenda a cobrança da disponibilização dos sinais por seis meses, a começar de 1º de abril de 2020. O pedido foi encaminhado pelas entidades Abert e Abratel, que representam emissoras como Globo, Record, SBT e RedeTV. 

“A queda da atividade econômica em geral, que se reflete também sobre o setor de comunicação social, faz-se acompanhar do efeito recessivo sobre os espaços comerciais da programação, de par com a destinação de maior tempo da programação para as informações de saúde pública. Além disso, já são sentidos os efeitos dos cancelamentos de publicidade do mercado privado, precisamente a fonte primordial de receitas do setor. Seguramente, isso deverá intensificar-se nas próximas semanas e meses, o que pressupõe uma pressão sobre o caixa das empresas do setor, de forma significativa”, alegam as entidades.

Por conta desse cenário, pedem para suspender os pagamentos pelo sinal do satélite, alegando ser fundamental para atender “22 milhões de famílias brasileiras via recepção por antenas parabólicas”.

“Diante de tal situação de excepcionalidade que, por certo, reclama medidas ou soluções de caráter extraordinário, é vital que o setor de televisão aberta receba tratamento diferenciado quanto ao pagamento pela disponibilização do sinal por meio de banda satelital, isentando o valor devido pelo período mínimo de seis meses, a contar de 1º de abril de 2020, tendo em vista a importância de se manter o equilíbrio econômico-financeiro de nossos contratos e a continuidade de nossa parceria.”


Internet Móvel 3G 4G
Para TIM, migração para banda Ku vai atrasar ainda mais 5G

Presidente da operadora, Pietro Labriola, diz que opção pelos filtros nas parabólicas é saída mais pragmática. “Não podemos leiloar uma frequência que ficará ociosa”, afirma.

Minicom: O momento é de repensar os negócios e o 5G vai ajudar muito

Ministério está comprometido a fazer política pública para tratar do desenvolvimento das TICs, assegurou o diretor do Departamento de Inclusão Digital, Wilson Wellisch.

SindiTelebrasil muda marca para Conexis. Rodrigo Abreu, da Oi, assume comando

Abreu substitui o presidente da Algar Telecom, Luiz Alexandre Garcia, que ficou à frente da entidade nos últimos cinco anos. Prioridades de Abreu são o leilão 5G e fazer valer a Lei das Antenas no dia a dia real das teles.

Relator no Senado propõe desoneração de IoT e VSats sem mudar texto da Câmara

Relator do PL 6549/19 na CCT, senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) sustenta que isenção de Fistel, Condecine e CFRP vai, na prática, aumentar a arrecadação . “Ganho líquido na arrecadação será de R$ 2,9 bilhões”, afirma. 

Empate suspende decisão do STF sobre desbloqueio de celular em 24 horas

Operadoras questionam no Supremo uma lei do Rio de Janeiro que determina o desbloqueio da linha 24 horas após quitação de dívida. Placar está em 5 a 5. 

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G