Clicky

Home - Convergência Digital

TIM fecha parceria com o C6 Bank para ofertar serviços financeiros

Convergência Digital - 26/03/2020

A TIM e o C6 Bank anunciam nesta quinta-feira, 26/3, uma parceria estratégica que prevê a oferta conjunta de serviços financeiros e de telecomunicações. A iniciativa marca a entrada da operadora no segmento financeiro no Brasil. A oferta integrada será lançada ainda este ano para um público potencial de cerca de 55 milhões de usuários da TIM, além de novos clientes. Essa é uma tentativa das teles de investirem no mercado financeiro, a primeira- onde até se tentou parceria com os bancos- não trouxe os resultados esperados.

"A TIM inova e fecha uma parceria com um dos maiores bancos digitais do país, com o objetivo de oferecer o máximo de benefícios para sua base de clientes, contemplando também os consumidores não-bancarizados, que hoje fazem parte de um grupo de cerca de 45 milhões de brasileiros", explica Renato Ciuchini, Head de Estratégia e Transformação da TIM.

O C6 Bank atingiu a marca de 1,5 milhão de contas abertas em fevereiro de 2020 - a instituição financeira foi lançada em agosto de 2019. O banco, que funciona sem agências físicas, já oferece ampla variedade de produtos. Além da oferta básica, que inclui conta corrente sem taxa de manutenção, pagamentos, cartão múltiplo, TEDs e saques ilimitados, o banco oferece tag de pedágio gratuita (C6 Taggy), conta internacional em dólar, transferência por SMS (C6 Kick), CDBs, fundos e crédito pessoal.

"O negócio representa a junção de dois segmentos, o de serviços financeiros e de telecomunicações, com grande sinergia. A partir da evolução do comportamento dos usuários, será possível ampliar a oferta de serviços customizados", diz Tiago Galli, Chefe da Área de Parcerias de Telecom no C6 Bank. O acordo também envolve potencial participação minoritária da TIM no capital do C6 Bank, a depender da evolução dos resultados da parceria. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/03/2021
TIM vai à caça de novos unicórnios no Brasil

01/03/2021
TIM vai migrar big data para nuvem do Google

01/03/2021
Leilão 5G: TIM briga por 3,5GHz e 26 GHz e abre mão da faixa de 2,3GHz

01/03/2021
Integração da Oi Móvel pela TIM começa pelas frequências e tem prazo de 12 meses

24/02/2021
Incorporação da Oi Móvel é estratégica para investimentos da TIM

12/02/2021
Anglo American contrata a TIM para cobertura 4G LTE no Brasil

10/02/2021
TIM quer fechar separação da empresa de fibra ótica até abril

10/02/2021
TIM e Vivo vão desligar 2G em 20 cidades em 2021

10/02/2021
TIM: É falso que o 5G pleno vai custar mais caro no Brasil

29/01/2021
Vivo, Claro e TIM assinam contrato de compra da Oi Móvel

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site