NEGÓCIOS

Coronavírus: Generali amplia uso de PC alugado da Simpress por home office

Ana Paula Lobo* ... 20/03/2020 ... Convergência Digital

A Generali Brasil Seguros, subsidiária do Grupo Generali, um dos maiores grupos globais de gestão de ativos e seguros, a fim de minimizar os problemas causados pelo Covid-19, colocou 100% dos seus colaboradores em home office e locou 50% mais notebook da Simpress para àqueles que trabalham com desktops. Enquanto isso, a provedora de outsourcing de equipamentos e soluções apresentou 500% de aumento na procura de notebooks pelas empresas nos dias 16 e 17 de março, em razão do Covid-19. Agora, este número subiu para de 3 mil notes.

“Estamos muito empenhados em combater esse vírus. A companhia preza pela saúde e segurança de seus colaboradores, por isso, reafirma o compromisso em garantir um local seguro para eles trabalharem. Essa é uma preocupação mundial da Generali. Na última semana, o Quadro de Diretores Assicurazioni Generali, em reunião presidida pelo presidente da Assicurazioni Generali, Gabriele Galateri di Genola, aprovou a criação de um Fundo Internacional Extraordinário de até 100 milhões de euros dedicado à luta contra as emergências do Covid-19”, comenta Camila Asenjo, Diretora de Pessoas e Organização da Generali Brasil.

Segundo Vittorio Danesi, CEO da Simpress, “A necessidade das empresas em manter suas equipes seguras gerou um aumento enorme na demanda de outsourcing. Essa semana já locamos 3000 notebooks. Somente nos dois primeiros dias da semana, fechamos onze clientes com um total de 1000 notebooks e ainda fizemos propostas para mais 7 mil máquinas, em todo o Brasil. O nosso departamento comercial, também em home office, está a todo vapor”, declara.

*Com informações da Assesssoria da Simpress


ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Unicórnio brasileiro avança operações de pagamento para décimo país

Ebanx anunciou que também vai processar pagamentos no Uruguai. "Unicórnio" com mais de US$ 1 bi, empresa está também no México, Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Bolívia, Equador e Uruguai, além do Brasil.

Finplace amplia em mais de 200% a oferta de crédito para PMEs

Criada no final do ano passado, a plataforma já movimentou mais de R$ 50 milhões e contabiliza 108 financiadores e uma carteira com mais de 500 clientes.

Se a bitcoin fracassar, o blockchain morre abraçado

FastBlock, empresa brasileira especializada em mineração por serviço, compra data center nos EUA para acelerar a mineração das criptomoedas. Ao Convergência Digital, o CEO Bernardo Schucman, adverte: Brasil não abre espaço à inovação. Sobre a credibilidade da bitcoin, o executivo diz que o estigma é concorrencial. "O velho mundo rejeita o novo. Golpes existem desde sempre. O que é a gangue do boleto?".

No Brasil, 65% das empresas estão bem longe das regras da LGPD

Índice LGPD ABES mostra ainda que 40% das companhias brasileiras sofreram incidentes de violação nos últimos dois anos e 80% assumem que fazem, sim, coleta de dados sigilosos. "Não há mais tempo a perder", adverte o consultor da EY, Marcos Sêmola.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G