Clicky

INCLUSÃO DIGITAL

Brasileiro perdeu a mão e precisa reencontrar o rumo na Internet

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 13/03/2020 ... Convergência Digital

A Internet não é uma rede mundial de computadores, mas sim uma rede mundial de pessoas, definiu o jornalista Marcelo Tas, ao participar de debate sobre 'Quem sou eu na Internet', promovido pelo CAIS/RNP na 14ª edição do Dia Internacional de Segurança em Informática (DISI), nesta sexta-feira, 13/03, no Rio de Janeiro.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Marcelo Tas alertou que há um interesse muito grande em usar a Internet de uma maneira não civilizada. "Isso é uma enrrascada para todo mundo, inclusive, para quem acha que está ganhando neste momento. Somos muito criativos no uso da rede, mas as oportunidades diante de nós não estão sendo bem aproveitadas. Não existe um vencendor momentâneo que consiga sobreviver fazendo tramoia em um mundo como a Internet que exige cada vez mais transparência", afirma.

A educação digital - tão urgente, uma vez que o brasileiro perdeu a mão no uso da Internet com ações cada vez mais de incivilidade- é uma responsabilidade de todos, especialmente, quando se fala de crianças e jovens. Para Marcelo Tas, os pais em casa têm essa missão e os professores na escola têm essa missão, assim como os líderes empresariais, que cada vez mais usam a Internet para fazer seus negócios. Tratar a informação da melhor maneira possível faz e fará cada vez mais a  diferença. "Buscar o discernimento vale ouro. A colaboração para fazer a informação é a realidade. Não há mais 'donos' da informação. Todos o são no mundo da rede", adverte. Assistam a entrevista com o jornalista Marcelo Tas.


Carreira
Brasileiros admitem vazar dados em troca de benefícios pessoais

Pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa do Risco Comportamental (IPRC), em 24 empresas privadas do país, mostra que apenas 1/3 dos profissionais ouvidos têm  consciência de que o dado é um bem da organização. O restante admite não guardar sigilo das informações.

Toxicidade da Internet: seu filho pode não ser a vítima, mas o agressor

"Tem uma série de regras de educação, valores da família, formas de se comportar que não valem só para o jogo, para a rede social, valem para a vida”, diz a professora e psicoterapeuta, Ivelise Fortim.

Cert.br: Pais aprendam com as crianças a fazer uma Internet Segura

"Vamos ouvir mais do que falar. Os pais precisam fazer os filhos falarem como atuam na Internet. É uma aprendizagem mútua e necessária", recomenda a analista de segurança Miriam von Zuben. 

Mais de 70% das escolas no Brasil assumem casos de cyberbullying

É imperativo que se trate a Internet como um lugar real e que se responsabilize as pessoas pelos seus atos para evitar os ataques, observou a especialista em comportamento e psicopedagoga Érica Alvim.

Internet está longe de ser ruim para crianças e adolescentes

"Há milhares de aplicações positivas na Internet. O segredo é educar e conscientizar", sustenta o gerente de segurança do CAIS/RNP, Edilson Lima.

Internet Segura: Diálogo é a vacina dos pais contra ameaças virtuais às crianças

Em sua 15ª edição, o Dia Internacional de Segurança em Informática, promovido pela RNP, discutiu como a prevenção é fundamental em tempos de crianças e adolescentes hiperconectados.

Brasil é um dos países mais agressivos na Internet

País é o 25º em 32 países analisados em estudo produzido pela Microsoft. Por aqui, 41% acham que ataques e desinformações cresceram com a pandemia, enquanto 26% apontam que atitudes melhoraram. 



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G