13/03/2020 às 13:00
Inovação


Investimentos em fintechs disparam para R$ 7,6 bilhões no Brasil
Convergência Digital*

Os investimentos nas fintechs brasileiras quase triplicaram em 2019 em relação ao ano anterior, segundo um levantamento divulgado pela Accenture. O valor dos negócios chegou a US$ 1,6 bilhões, cerca de R$ 7,6 bilhões, de acordo com o estudo feito a partir de dados da CB Insights.  O país ocupa o quinto lugar entre os maiores centros de captação de fundos de fintechs do mundo. O crescimento foi puxado por investimentos como a injeção de R$ 1,9 bilhão no Nubank e R$ 1,6 bilhão no Banco Inter. 

“Apesar da forte demanda global pelas fintechs, a previsão é que com o amadurecimento das startups os investimentos sejam direcionados cada vez mais aos países com economias em crescimento, onde ainda existem diversas oportunidades para inovações no mercado de consumo e corporativo”, afirmou Julian Skan, diretor da prática de Financial Services da Accenture. 

O valor dos negócios nos EUA aumentou 54%, chegando a 26,1 bilhões de dólares, enquanto o número de transações cresceu 6,9%, totalizando 1.232 no período. Os dados mostram que os investidores mantêm a confiança no crescimento e demanda futuros de soluções digitais para bancos, seguradoras e provedores de pagamentos. Nos EUA, a maior fatia dos financiamentos foi para as startups e empresas de pagamentos líderes de mercado - cada uma delas, responsável por 26% desse total. Outros 18% foram para as insurtechs.

No Reino Unido, os investimentos em fintechs cresceram 63%, chegando a 6,3 bilhões de dólares - praticamente o mesmo registrado em 2018 e 2017. Outros mercados europeus também registraram avanços significativos, com os investimentos nas fintechs alemãs chegando a 1,5 bilhões de dólares em 2019 - um aumento de 83%. Na Suécia, a captação de fundos aumentou mais de sete vezes, passando de aproximadamente 175 milhões para 1,3 bilhões de dólares.

Na China, houve queda de 92% nas transações em 2019, com valor total de 1,9 bilhões de dólares. A maior transação do país foi registrada em junho, no valor de 145 milhões de dólares. Vale lembrar que em 2018 a captação de fundos na China foi recorde, quando apenas quatro transações garantiram a entrada de aproximadamente 20 bilhões de dólares.

Todavia, houve captação significativa de fundos em outros países da região. Na Índia, os investimentos praticamente dobraram, chegando a 3,7 bilhões de dólares, garantindo ao país o terceiro lugar entre os maiores mercados para fintechs. Em Singapura, o valor de transações mais que dobrou, chegando a 861 milhões de dólares, contra 1,1 bilhão de dólares na Austrália, onde o crescimento foi de quase 50%.
* Com informações da Reuters


Powered by Publique!