Clicky

Convergência Digital - Home

Google Cloud e Porto Digital abrem capacitação em computação em nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital* - 12/03/2020

Com o objetivo de ampliar o número de profissionais qualificados para atender o mercado de tecnologia da informação (TI), além de promover o acesso ao emprego, o Google Cloud e o Porto Digital, parque tecnológico localizado em Recife (PE), vão capacitar 50 pessoas de minorias sociais (população de baixa renda, população negra, mulheres e LGBTQIA+) em fundamentos básicos de computação em nuvem. O treinamento terá duração de cinco dias em período integral, a partir de 16 de março.

O projeto contribui para endereçar duas questões importantes relacionadas ao emprego. A primeira delas é a dificuldade das empresas em contratar profissionais qualificados para posições na área de TI e, especialmente, para projetos de computação em nuvem, segmentos em franco crescimento no Brasil. De acordo com a consultoria IDC, o mercado de TI deve crescer 10% no país em 2020. Já o mercado de nuvem pública deve registrar crescimento de 46,7% entre 2019 e 2023.

A segunda questão é o alto índice de desemprego no Brasil que, no quarto trimestre de 2019, ficou em 11%, atingindo 11,6 milhões de pessoas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade de Recife registrou o maior índice entre as 27 capitais brasileiras, com 17,4% da população economicamente ativa em situação de desemprego, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) realizada em julho pelo 2019 pelo IBGE.

"O Google Cloud acredita no Brasil e no potencial de crescimento do mercado de nuvem", diz Eduardo López, presidente de Google Cloud para a América Latina. "Este treinamento faz parte das ações do Programa de Formação e Capacitação do Porto Digital para atender a uma necessidade atual e futura: a qualificação do capital humano para trabalhar nas empresas de TI", afirma o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

Por que a nuvem?

A computação em nuvem permite que empresas e instituições possam armazenar, processar e analisar seus dados sem manter uma infraestrutura local. Além disso, utilizando esse recurso, as companhias podem implementar de maneira mais fácil soluções de Inteligência Artificial e automatização de processos, com maior agilidade e segurança.

No treinamento oferecido pelo Google Cloud em parceria com o Porto Digital, os alunos aprenderão conceitos básicos sobre infraestrutura e soluções de armazenamento de dados em nuvem, além de uma visão geral de inteligência artificial e machine learning. Após as aulas, os 50 escolhidos estarão aptos para oportunidades na posição de "Analista de Nuvem Jr." ou para estágios na área de TI.

A seleção dos candidatos, conforme os critérios estabelecidos de priorização de grupos minoritários, foi feita pelo Porto Digital. Para fazer o curso, os candidatos também precisam ter noções básicas de informática, sistema operacional Linux e inglês. O conteúdo técnico do curso será ministrado por especialistas do Google Cloud.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Destaques
Destaques

Palo Alto: É um erro enorme repetir o passado e não tornar a nuvem aberta de verdade

"A nuvem tem de ser aberta, multicloud e não ter complexidade para os sistemas se falarem. Fizemos isso lá trás e foi um prejuízo. Não podemos errar porque nuvem é crucial no 5G", adverte Marcos Oliveira, diretor geral da Palo Alto Networks no Brasil. A empresa aposta suas fichas no 5G e num novo desenho para o mercado de segurança de redes.

Nuvem exige plano A, plano B e erra quem não faz recuperação de desastre

A nuvem não é proteção por si só e exige muito planejamento das empresas, afirmam especialistas de segurança da informação. Para o CISO da RNP, Emilio Nakamura, contingência e resiliência são obrigações. "Ser rápido num incidente é o relevante porque não existem sistemas 100% seguros".



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site