Clicky

Home - Convergência Digital

Bloqueio de celular pirata não impediu disparada de 344% no mercado cinza

Convergência Digital - 12/03/2020

Iniciado ainda em 2018 e estendido a todo o país em 2019, o bloqueio dos celulares piratas não parece ter inibido os brasileiro de comprarem aparelhos falsificados. Segundo dados da IDC Brasil, enquanto a venda de celulares cresceu 3,3%, para 48,6 milhões de unidades ao longo do ano passado, o crescimento do mercado cinza foi de 344%, ou 3,8 milhões de aparelhos.

Os sinais são de que o preço se tornou um fator fundamental na decisão de troca de equipamentos. Enquanto os 45,5 milhões de smartphones vendidos representam um crescimento de 2,2% nesse tipo de aparelho, os 3,1 milhões de ‘feature phones’, os modelos mais simples e mais baratos, representaram um crescimento de 23,5% sobre os números de 2018. 

Além disso, em contraponto ao forte crescimento dos celulares “piratas” no ano passado, os feature phone podem não ter escapado das falsificações, mas os 677,8 mil desses aparelhos vendidos no mercado cinza representaram uma queda de 42,3% na comparação com o ano anterior. 

Outro sinal de que os preços dos aparelhos foram determinantes para os compradores é que metade das vendas de smartphones no ano passado, 22,1 milhões deles, envolveram os modelos intermediários de entrada, que custam entre R$ 700 e R$ 1099, ou 33% acima da participação desse segmento em 2018. 

Mas vale registrar que os  smartphones super premium, acima de R$3 mil, também se destacaram e tiveram a segunda maior alta em 2019, de 17,2%, com 3 milhões de unidades vendidas. Segundo a IDC Brasil, o bom desempenho está diretamente ligado às promoções de final de ano. 

“O melhor desempenho do mercado de celulares foi registrado no segundo e no quarto trimestres de 2019. O 2º tri se destacou porque operou normalmente, enquanto em 2018 sofreu os impactos da greve dos caminhoneiros. Já no 4º tri, houve um avanço por conta de uma Black Friday que bateu recordes de vendas pela segunda vez consecutiva”, diz a consultoria. 

Como resultado das vendas maiores em 2019, a receita também aumentou e foi 5,6% superior ao registrado em 2018, chegando a R$ 56,7 bilhões, sendo R$ 56,3 bilhões pela venda de smartphones e R$ 376,8 milhões de feature phones.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

28/01/2021
Sanções dos EUA derrubam Huawei de primeira para sexta fabricante de celulares

26/01/2021
Venda de celulares cresce 10%, puxada por aparelhos mais caros

21/01/2021
Justiça fica ao lado da Apple e rejeita pedido de consumidor alegando 'capitalismo'

16/12/2020
Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

05/11/2020
Polícia fecha plataforma de streaming pirata com 775 mil usuários

13/10/2020
TST: Serviço repassado pelo celular configura vínculo trabalhista

02/10/2020
Justiça multa Lenovo em R$ 6 mil por trocar placa de celular e expor dados pessoais de cliente

25/09/2020
Contrabando de equipamentos de telecom alimenta perdas de R$ 291 bilhões

17/09/2020
Anatel tem primeiro voto para permitir prorrogação das bandas A e B

14/07/2020
Teles quebram dados móveis em bairros e regiões para combate à Covid-19

Destaques
Destaques

5G será muito mais B2B e vai injetar R$ 13,5 bilhões no mercado nos próximos dois anos

Finalmente o 5G entrou na lista das dez previsões para os mercados de Tecnologia e Informação e Telecomunicações da IDC para 2021/2022. Consultoria prevê que a receita virá de novos negócios com IA, IoT, cloud, segurança, robótica e realidade aumentada e virtual.

5G só começa depois de garantia de recepção nas parabólicas

Pelo cronograma previsto na proposta de edital, oferta do 5G tem início 300 dias depois de formalizada a ‘compra’ das frequências – portanto no segundo semestre de 2022.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site