SEGURANÇA

GSI prepara conteúdo de segurança cibernética para ensino fundamental e médio

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/03/2020 ... Convergência Digital

Na esteira da estratégia nacional de segurança cibernética, formalizado com a publicação do Decreto 10.222/20, o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República negocia com o Ministério da Educação a produção de conteúdos voltados para alunos da educação básica – notadamente para o ensino fundamental e médio. 

“O maior problema em todos os relatórios nacionais e internacionais sobre o Brasil é que o país tem um grave problema de maturidade, de pouca cultura em segurança cibernética. É baixa, porque não estamos acostumados, acordamos para isso ha pouco tempo. Mas estamos acordando para isso”, explica o assessor do Departamento de Segurança da Informação do GSI, coronel Arthur Pereira Sabbat. 

Ele explica que alinhada diretamente com uma das 10 ações estratégicas previstas na E-Ciber, a interação com o MEC busca a proposta de elevar o nível de maturidade da sociedade em segurança cibernética. “Estamos conversando com a secretaria de educação básica. A ideia é colocar segurança cibernética para crianças e adolescentes. Se existe conteúdo de segurança de transito para um público que ainda não dirige, ainda mais importante é conteúdo de segurança cibernética afinal as crianças já operam smartphones.”

“Não adianta apenas dizer que tem que colocar no currículo. Claro que isso também exige formação de professores. Mas a partir da conversa com o MEC produzimos um plano de abordagem do tema da segurança cibernética que tem 12 estágios”, explica Sabbat. 

Como revela o coronel do GSI/DSI, o objetivo é ir aos poucos despertando a maturidade porque logo serão pessoas que vão atuar, seja no setor público ou no setor privado, mas com alguma cultura de proteção de dados. E os 12 estágios se relacionam com os nove anos do fundamental e os três do ensino médio.

“Isso vai desde o conteúdo mais elementar, para o começo do ensino fundamental, até o mais elaborado, para os jovens do ensino médio. Os estágios coincidiram com os anos escolares e vamos entregar isso ao MEC. Sendo que a ideia é produzir ainda vídeos de um ou dois minutos que também possam dar esse input desde as crianças”, completa. 


Globo afirma que ataque hacker não 'roubou' dados de usuários

Houve duas invasões ao sistema de notificações push da Globoplay e da GShow no final de semana. O ataque teria sido conduzido por um grupo hacker da Arábia Saúdita. Segundo a Globo, 'invasores se limitaram a enviar mensagens para toda a base'.

Consciência é a maior vacina contra os riscos cibernéticos

Em tempos de home office por conta do coronavírus, o gerente de segurança do CAIS/RNP, Edilson Lima, diz que cabe ao usuário redobrar seu cuidado. "Cada um tem de fazer sua parte", afirma.

Cibercrime usa Coronavírus para roubar dados pessoais no WhatsApp

Golpe oferece suposto kit gratuito com máscara e álcool gel - a ser dado pelo Governo Federal - para atrair as pessoas mais nervosas em relação à pandemia.

RNP terá programa para formar profissionais em Segurança Cibernética

O diretor da área na Rede Nacional de Pesquisa, Emilio Nakamura, assegura que a intenção é 'acelerar a formação de novos profissionais não apenas na Academia, mas também na inovação aberta'.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G