Huawei: Teles e governo vão perder dinheiro se tomarem partido na guerra comercial

Luís Osvaldo Grossmann ... 09/03/2020 ... Convergência Digital

A pressão dos Estados Unidos por um boicote às fabricantes chinesas de equipamentos de telecomunicações, notadamente contra a Huawei, reflete a mudança na direção dos pagamentos por uso de tecnologia patenteada, segundo avalia a maior fornecedora do planeta. 

“De 2015 a 2018, a Huawei pagou US$ 6 bilhões em direitos de propriedade intelectual a terceiros, 80% disso para empresas americanas. E no mesmo período recebeu US$ 1,4 bilhão. Com o 5G isso vai se inverter”, afirma o diretor global de segurança cibernética da empresa, Marcelo Motta. 

“Entre 2009 e 2018 colocamos US$ 4 bilhões no desenvolvimento de tecnologias 5G e temos um grande número de patentes. Cerca de 20% das patentes essenciais do 5G pertencem à Huawei”, afirma o executivo, indicando porque a expectativa de que o fluxo tome o caminho da China. 

Apesar da pressão dos EUA, a empresa ainda mantém a liderança em contratos de redes 5G, 91 até março deste 2020, contra 81 da Ericsson. E espera manter-se entre os principais fornecedores no Brasil, confiante de que o país não vai adotar medidas restritivas. 

“Fornecemos 4G para todas as operadoras no país. E estamos no 4,5 G também, facilmente pode ser transformado em 5G. Qualquer restrição vai impactar negativamente no investimento que as operadoras já fizeram e no ‘time do market’ do 5G no Brasil, o que não é interesse nem das empresas, nem do governo brasileiro”, iniste Motta. 

Segundo ele, as acusações dos EUA de que a empresa espiona dados ou mantém backdoors para o governo chinês são falsas. “São acusações sem fundamento algum. Não operamos redes, não temos acesso a nenhum tipo de dado. não temos acesso a esses equipamentos que estão dentro das redes das operadoras.”


Empate suspende decisão do STF sobre desbloqueio de celular em 24 horas

Operadoras questionam no Supremo uma lei do Rio de Janeiro que determina o desbloqueio da linha 24 horas após quitação de dívida. Placar está em 5 a 5. 

Copel Telecom marca privatização para novembro e quer R$ 1,4 bilhão

Edital de venda do braço de telecomunicações da estatal paranaense de energia é previsto para 21/9. Empresa tem 34 mil km de fibras em 399 municípios. 

Oi diz à CVM que movimento de ações se deve a aprovação de plano e venda da móvel

Comissão de Valores Mobiliários perguntou o motivo das oscilações recentes nos papéis da operadora, com quedas superiores a 7% seguidas de aumentos de 9%. 

Claro tenta resgatar TV paga com planos alternativos a não clientes

Com metade do mercado nacional de TV por assinatura, o presidente da empresa, José Félix, diz que fará lançamentos nos próximos dias. “A TV está sofrendo alterações e vamos lançar de imediato um novo serviço.”

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G