INCLUSÃO DIGITAL

RNP vai implantar fibra óptica em 80 municípios na Amazônia

Convergência Digital* ... 27/02/2020 ... Convergência Digital

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) vai lançar neste mês de março o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (PAIS), com o objetivo de expandir na região a infraestrutura de comunicações por meio da implantação de um backbone em fibra óptica subfluvial. A rota da fibra óptica será feita por meio de cabos nos leitos dos rios da Amazônia: Negro, Solimões, Madeira, Purus, Juruá e Rio Branco, somando ao todo cerca de 10.000 km, ao interligar 80 municípios diretamente e atender a uma população de aproximadamente 9,2 milhões de habitantes.

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa -- RNP, órgão ligado ao MCTIC -- é quem vai implantar e operacionalizar a infraestrutura dessa rede de alta velocidade. Há 30 anos, a RNP oferece serviços de internet de elevada capacidade, principalmente à comunidade acadêmica do Brasil, ligando à internet 800 instituições espalhadas por todo o território brasileiro.

"Queremos atender a uma demanda reprimida por comunicação na Região Norte, construindo uma sólida infraestrutura de rede com velocidade de 100Gb/s. Isso aumentará o alcance, a qualidade e a resiliência do transporte de dados. Ela será compartilhada com provedores regionais, empresas de telecomunicações e instituições públicas. A conclusão do Projeto Piloto, o nosso primeiro trecho -- Infovia 00 -- está prevista para dezembro de 2020, interligando Macapá (AP) aos municípios paraenses de Almeirim, Santarém e Alenquer", informa Edson Kowask Bezerra, responsável pelo projeto na RNP.

Os primeiros beneficiários do PAIS serão os alunos, professores e pesquisadores das Universidades, Institutos de Educação Tecnológica, Centros de Pesquisa, Hospitais de Ensino e Instituições de Ciência e Tecnologia, conectados pela RNP. Mas também toda a população da Amazônia é público-alvo do PAIS, já que, por meio da sua infraestrutura compartilhada com o setor privado, os provedores de internet e as operadoras de telecomunicações, será disponibilizada conexão à internet em banda larga de alta capacidade para escolas, unidades de saúde, administração pública municipal, estadual e federal, tribunais de Justiça, domicílios e empresas locais, além da possível utilização para os sistemas de telefonia 4G e, futuramente, para o 5G e a Internet das Coisas -- IoT.

O Programa Amazônia Integrada e Sustentável será financiado e mantido por vários Ministérios, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e emendas parlamentares, contando com esses recursos públicos para sua execução. Além de atender a toda a Região Norte, existem entendimentos em andamento para conexão dessa rede do PAIS aos cabos que se conectam ao Peru, a partir de Tabatinga (AM); e à Guiana Francesa, a partir de Macapá (AP).

"A ideia é que as fibras ópticas lançadas no âmbito do PAIS incorporem o trecho anteriormente construído pelo Exército Brasileiro e o Ministério da Defesa, de aproximadamente 900 km, que interliga Manaus e Tefé (AM), e que fez parte do 'Projeto Amazônia Conectada'. O PAIS não é a continuidade do PAC e, sim, uma ação nova, ainda mais ampla e com outros objetivos de política pública -- Educação Superior, Educação Básica, Saúde, Justiça, apoio a polos de desenvolvimento, compartilhamento da infraestrutura com provedores locais -- adequados aos projetos estratégicos da Casa Civil e dos Ministérios envolvidos", conclui Kowask, da RNP.


Licitação do MEC abre espaço para MVNOs na oferta de banda larga móvel gratuita

Propostas têm de ser enviadas ao governo até o dia 17. Contratação acontece ainda em julho. O preço de referência da RNP para este processo é de R$ 0,56 GByte/mês sem ICMS, considerando um pacote de dados de 20 Gbytes, para a quantidade de 5.000 alunos. 

MEC exige energia elétrica nas escolas para levar banda larga

Escolas precisam também estar  em área de cobertura terrestre ou via satélite, e ter mais de 14 matrículas em 2020. 

No Brasil, 4,8 milhões de crianças e adolescentes não têm acesso à Internet

A desigualdade digital e social se evidencia quando se constata que a maior parte dos sem acesso está nas classes D e E e nas regiões Nordeste e Norte. O celular é o meio principal de contato com a rede social.

No Brasil, 39% dos alunos das escolas públicas não têm PCs, notebook ou tablet para estudar

A TIC Educação 2019 constata ainda que nas escola rurais, apenas 40% delas têm um PC ou uma conexão à Internet.

Brasil soma 424 milhões de dispositivos digitais em uso. Smartphone é o rei

São 234 milhões de smartphones em uso no País e 190 milhões de computadores, revela pesquisa da FGVcia/SP. Em 2019, foram 12 milhões de PCs vendidos. Em 2020, a Covid-19 exigiu a troca de dispositivos e deverá incrementar o mercado, diz o professor Fernando Meirelles.

Aloo Telecom cede rede de fibra ótica para viabilizar UTI virtual

A Aloo Telecom é responsável por toda a tecnologia por trás do projeto UTI Virtual, em pareria firmada com o Hospital do Coração (HCOR) e a Fundação Cardiovascular de Alagoas (Cordial). Aliança permitirá atendimento em tempo rela para 100 leitos nos hospitais do SUS de Alagoas.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G