GOVERNO

Mattar: Brasileiros e estrangeiros querem comprar Serpro e Dataprev

Convergência Digital* ... 18/02/2020 ... Convergência Digital

O secretário de desestatização do Ministério da Economia, José Salim Mattar Jr, afirmou nesta terça-feira, 18/02, durante evento promovido pelo banco BTG Pactual, em São Paulo, que vem sendo procurado por potenciais investidores brasileiros e estrangeiros, interessados em comprar as estatais de tecnologia da informação, Serpro e Dataprev. 

Segundo Mattar, tanto a Casa da Moeda quanto os Correios têm tido mais propostas de estrangeiros do que de brasileiros. Já o Serviço Federal de Processamento de Dados e Dataprev têm atraído interesse de brasileiros e de estrangeiros.

Ele apresentou dados segundo os quais a venda de ativos públicos alcançou R$ 29,5 bilhões no início deste ano. O valor foi arrecadado com a venda de 20.785.200 ações ordinárias de emissão do Banco do Brasil excedentes ao controle acionário, e a venda das ações detidas pelo BNDESPar na Light e na Petrobras. A meta de desestatizações e desinvestimentos para 2020 é de R$ 150 bilhões, com redução de 300 ativos.

Ele reconheceu que o processo de privatização sofre resistência dos trabalhadores e que a preocupação com os empregos se justifica, ao referir-se as greves na Dataprev e na Casa da Moeda. “Eles estão apreensivos com seus empregos e estamos dialogando. No curto prazo, pode haver realmente um corte, mas no longo prazo há mais investimentos e deve aumentar o número de empregos. Isso aconteceu com a CSN, Vale e Embraer“, afirmou. 

Segundo Mattar, em 2019 foram arrecadados R$ 105,4 bilhões com a venda ou redução de participação em 71 ativos. “Eu encontrei 698 participações do governo em empresas, entre controladas, subsidiárias, coligadas e simples participação", disse.  

* Com informações de Exame e do Ministério da Economia


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Suspeita de fraude faz Caixa bloquear 1,3 milhão de CPFs no Auxílio Emergencial

Total de contas bloqueadas responde por cerca de 5% dos pedidos aprovados. Para reativar o benefício, o dono da conta bloqueada terá de ir pessoalmente a uma agência e provar a sua identidade.

ABES: Software cobra transparência do ministério da Economia

Para o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Software, Rodolfo Fücher, o veto à prorrogação da desoneração da folha chega em um momento onde a inadimplência aumenta e da falta de crédito.País caiu para 10º no ranking mundial de software.

Bolsonaro surpreende e veta prorrogação da desoneração da folha

Ao sancionar a Lei 14.020/20, presidente descartou manter o benefício até o fim de 2021 para 17 setores, inclusive TI e cal center. “Dispositivos acabam por acarretar renúncia de receita”, anotou na mensagem de veto.

Governo segue com privatização de Serpro, Dataprev e Telebras para 2021

O secretário de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que não há mudança de planos do governo Bolsonaro, mesmo com o papel desempenhado pelas estatais de TI na pandemia, e está mantido o plano de vender 12 estatais no ano que vem.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G