INCLUSÃO DIGITAL

Google desiste de serviço de Wi-Fi gratuito. Brasil é afetado

Ana Paula Lobo* ... 18/02/2020 ... Convergência Digital

A Google anunciou o fim do Google Station, programa que disponibiliza conexão Wi-Fi em estações de trem e metrô de países em desenvolvimento. O projeto era integrante da iniciativa Next Billion Users, na qual a empresa buscava soluções alternativas de uso de internet em locais cuja conexão era instável. Versões mais leves dos apps (como o Google Go e YouTube Go) e recursos off-line (como o presente no Maps) estão embaixo desse guarda-chuva.

Lançado na Índia em 2015, o 'Station' foi expandido para países como México, Tailândia, Nigéria, Filipinas e Vietnã, chegando ao Brasil em junho de 2019. Na época, a empresa informou que mais de 10 milhões de usuários utilizam o serviço de forma ativa. O programa foi escolhido para ser a plataforma de monetização da iniciativa Wi-Fi Livre do governo de São Paulo.

Em comunicado publicado em blog oficial, a Google informou que "os desafios impostos por diversos requisitos técnicos nos diferentes países tornaram difícil a nossa missão de escalar e tornar o projeto sustentável, especialmente, para nossos parceiros". Outro ponto levantado pela empresa foi a redução nos preços de pacotes de dados, o que aumentaria o acesso à internet.

A Google também informou em sua postagem que o programa será interrompido de forma gradual ao longo de 2020 e que está “trabalhando com nossos parceiros brasileiros em um plano de transição do serviço e continuaremos dando suporte a eles e aos usuários até o fim do ano."


Carreira
MP 936: Sindicatos dos trabalhadores e patronal advertem sobre risco de conflito judicial

Os acordos individuais para suspensão do contrato de trabalho ou redução de jornada de trabalho previstos na MP 936 poderão causar mais dor de cabeça para as empresas do que solução para o enfrentamento do período de isolamento provocado pelo coronavirus.

Agricultura: Mais de 5 mil torres poderiam ser usadas para levar banda larga à área rural

Estudo do Ministério da Agricultura mostra que o Brasil possui 82 mil torres com antenas celulares e seria possível, no curto prazo, usar parte delas para levar conexão ao campo.

Provedores Internet superam teles e massificam banda larga fixa no País

Os PPPs encerraram 2019 com 9.881.911 de acessos, à frente da Claro com 9.578.629, da Vivo (7.024.007) e da Oi (5.255.766).

Saldo de R$ 1,2 bilhão vai para transmissores em cidades pequenas e banda larga na Amazônia

Divisão dos recursos já é considerada como questão pacificada entre  as operadoras móveis e as emissoras de TV. 

Mais da metade das mulheres no mundo está sem acesso à Internet

União Internacional de Telecomunicações adverte que o sexo feminino é o mais afetado pela desigualdade no acesso à banda larga, em especial, nos países em desenvolvimento.

Huawei: nação digital é o último estágio da transformação digital

Conceito ainda é muito novo, mas engloba o uso e a análise dos dados para retroalimentar produtos e processos, conta o diretor de Comunicação e Relações com o Governo da Huawei Brasil, Juelinton Silveira.

Audima cria ferramenta para levar conteúdo aos analfabetos digitais

A partir da própria dor, uma vez que tem dislexia, Paula Pedrosa criou a Audima, uma startup que transforma palavras em áudios. "O império da visão exclui muita gente. Nosso desafio, hoje, é mostrar que inclusão monetiza", observa a executiva.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G