INTERNET

Abratel pede regulamentação da oferta de audiovisual via internet

Luís Osvaldo Grossmann ... 17/02/2020 ... Convergência Digital

A Abratel, entidade que representa emissoras de rádio e TV como Record e RedeTV, apresentou nesta segunda, 17/2, um pedido para que a Anatel apresente posicionamento sobre a regulamentação do Serviço de Valor Adicionado, no entendimento de que é preciso regulamentar a atividade de oferta de conteúdo linear pela internet. 

“É necessário estabelecer normas capazes de assegurar maior simetria regulatória ante o atual contexto tecnológico, preservando o conteúdo propagado pelas emissoras do serviço de radiodifusão de sons e imagens, adaptando-a à realidade tecnológica atual. [A] disponibilização de canais lineares por streaming se iguala em tudo ao que é oferecido pelas prestadoras do Serviço de Acesso Condicionado, contudo, enquanto as segundas têm que cumprir obrigações previstas na Lei no 12.485/2011, as empresas de internet não teriam nenhuma das obrigações previstas na citada lei”, alega a Abratel.

Segundo a entidade, a agência deve negar o pleito da Fox, que disparou uma discussão sobre o tema na Anatel e no Congresso Nacional. Provocada pela Claro, a Anatel baixou uma cautelar proibindo a oferta de canais lineares no pacote Fox+, mas a empresa conseguiu uma liminar na Justiça que a permite manter a oferta do serviço via assinatura. 

A posição da Anatel é de que a oferta, embora pela internet, deve se dar nos moldes da Lei da TV paga, a Lei 12.485/11, mencionada pela Abratel. E o que a entidade defende é que o órgão regulador instrumentalize a discussão aberta no Congresso Nacional, na qual existe a possibilidade de manter a internet de fora das obrigações que devem ser cumpridas pelas operadoras tradicionais de TV por assinatura – como as cotas de programação nacional. 

“É essencial uma análise sobre as garantias constitucionais e os encargos a serem obedecidos pelas empresas envolvidas, e a realização de estudo de impacto regulatório técnico e econômico sobre os efeitos que essa disponibilização pelo SVA poderá ocasionar nos serviços já consolidados e ofertados à população”, diz o pedido da Abratel. Para a associação “embora sejam ofertados por tecnologias distintas, os serviços são semelhantes”. 

E conclui que “o acatamento das razões da Fox, pura e simplesmente como se coloca, além de um grande desarranjo regulatório entre as empresas de telecomunicações e as empresas de internet, traria condições totalmente não isonômicas para o mesmo serviço”. 


Revista Abranet 30 . fev-mar-abr 2020
Veja a Revista Abranet nº 30 A matéria de capa enfatiza a relevância do engajamento ao mostrar que uma internet mais segura depende da ação conjunta de todos os atores do ecossistema. Tratamos também do leilão das frequências do 5G. Veja a revista.
Clique aqui para ver outras edições

Convenções partidárias para Eleições 2020 podem ser feitas por videoconferência

TSE decidiu que os partidos têm autonomia para utilizarem as ferramentas tecnológicas que entenderem mais adequadas para suas convenções.

MP de Brasília abre inquérito para apurar venda de dados pessoais

Empresa na mira do Ministério Público do Distrito Federal e Territorios (MPDFT) é a Procob S.A. De acordo com a denúncia, essa empresa comercializa relatórios contendo informações como endereço, telefones, e-mails e outros.

TJSP começa com grupo Itaú projeto de citação eletrônica de pessoas jurídicas

Segundo oTribunal, informações técnicas para a participação foram enviadas a diversas instituições, mas por enquanto  somente o grupo financeiro respondeu. 

Facebook anuncia exclusão de mais de 50 milhões de postagens falsas

Trabalho de filtragem de conteúdo é  feito por algoritmos de inteligência artificial que identificam conteúdos abusivos com expressões de discurso de ódio, nudez adulta e atividades sexuais, violência e conteúdo explícito, bullying e assédio.

MPF: Expor em redes sociais quem descumpre isolamento é obrigação

Em nota técnica, Procuradoria dos Direitos do Cidadão defende ato de denunciar ou expor pessoas que promovem festas, reuniões ou outras atividades temporariamente proibidas.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G