Home - Convergência Digital

Empresa de serviços de TI abre 40 vagas para mulheres

Convergência Digital - 13/02/2020

No Brasil, levantamento divulgado ano passado pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) mostrou que, em dez anos, não apenas diminuiu a proporção de mulheres no mercado de tecnologia de informação (TI) como aumentou a diferença salarial entre elas e os homens.

O estudo é dividido em duas áreas: Core TI, que engloba os setores econômicos tipicamente da área, como desenvolvimento de programas, suporte técnico, tratamento de dados e provedores de conteúdo na internet; e TI in House, de profissionais que desempenham funções em outros setores, como financeiro, saúde e educação.

Em meio a esse cenário desfavorável para mulheres no mercado de TI, a Cognizant, provedora de serviços de TI, investe no programa Aprendiz Women in Tech. A iniciativa visa a estimular, treinar e capacitar mulheres que estão cursando ou terminaram o ensino médio a atuar na área de tecnologia da informação.

Segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE, só 20% dos profissionais que atuam no mercado de TI são mulheres. Para Carla Catelan, head da área de Aquisição de Talentos da Cognizant, o projeto vai ao encontro dos valores organizacionais da companhia, que estão voltados à inclusão e diversidade. "O que precisamos é que elas queiram aprender e estejam abertas a conhecer este mundo novo, porque muitas não fazem ideia do que seja o universo da tecnologia, imaginam que seja manutenção de computadores, mas a Cognizant irá prover acesso a um portfólio tecnológico muito mais amplo."

Para participar do processo seletivo, basta ter entre 17 e 21 anos, estar cursando o terceiro ano ou ter concluído o ensino médio. "Como se trata de um programa de capacitação, não é necessária experiência profissional. Basta ter noções básicas de pacote Office, vontade de aprender e comprometimento. Queremos fazer com que se apaixonem por tecnologia."

O treinamento tem duração de 18 meses. A profissional trabalhará 6 horas por dia, de segunda a sexta-feira. O programa oferece vale-refeição, vale-transporte, convênio médico e salário compatível com o mercado. Ao fim do programa, haverá possibilidade de efetivação e crescimento profissional na Cognizant. As vagas são para diversas áreas: digital business, suporte, operações e área corporativa. Para se candidatar, acesse careers.cognizant.com/br/pt até dia 21 de fevereiro.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

24/11/2020
Startup de soluções financeiras Dock tem 90 vagas em desenvolvimento de software

10/11/2020
Open Banking e PIX induzem consultoria a abrir 100 vagas na área de tecnologia

05/11/2020
CI&T abre mais de 200 vagas em tecnologia

04/11/2020
TOTVS tem 300 vagas em TI em 10 cidades do país

03/11/2020
Inovação digital abre 500 vagas para profissionais de software

28/10/2020
Empresa do iFood, SiteMercado, abre 80 vagas para área de TI e produto

26/10/2020
Itaú Unibanco abre mais de 2 mil vagas em TI

23/10/2020
Salários em alta na TI. Cientista de dados pode chegar a R$ 26 mil

22/10/2020
Startups aceleradas pela Wayra têm 89 vagas abertas

21/10/2020
Robôs vão eliminar 85 milhões de empregos em 26 países, Brasil entre eles

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Teletrabalho: sem regulamentação, sem direitos, sem deveres, sem regras

Depois da nota técnica do MPT alertando para o direito à desconexão, Congresso tenta acelerar a votação dos PLs que tratam do tema, entre eles o PL 3915/20. O tema é complexo. IN 65, do governo federal, repassa os custos com tecnologia para os servidores no home office.

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site