Clicky

GOVERNO » Compras Governamentais

Positivo e Smartmatic duelam por R$ 696 milhões em 180 mil novas urnas eletrônicas

Convergência Digital* ... 04/02/2020 ... Convergência Digital

A turbulenta disputa pela venda de 180 mil novas urnas eletrônicas ao Tribunal Superior Eleitoral voltou a pegar fogo nesta semana, com as duas concorrentes, Positivo e Smartmatic acusando uma a outra de não cumprir as exigências do edital de licitação. 

Ambos os projetos e os protótipos das novas urnas, vale lembrar, foram primeiramente desqualificados pelo TSE. No entanto, a Justiça Eleitoral reviu a própria decisão e concedeu prazo adicional para que as duas concorrentes reapresentassem propostas. 

Os novos projetos foram entregues em 20/1 logo em seguida passaram por novos testes, sendo desta vez aprovados. As empresas, no entanto, se acusam mutuamente de não terem cumprido efetivamente as exigências estipuladas para entre 100 mil e 180 mil urnas, em pregão que pode chegar a R$ 696 milhões se houver encomendas para o máximo previsto. 

Pelas regras do edital, vence o certame quem apresentar uma melhor combinação de preço e qualidade do equipamento. As novas urnas devem substituir cerca de 83 mil unidades que são usadas desde 2006 e 2008 e devem ser aposentadas após atingirem o prazo máximo previsto de utilização, de 10 anos.

* Com informações da Agência Brasil


Liminar suspende processo de liquidação do Ceitec pelo governo Bolsonaro

Justiça Federal no Rio Grande do Sul acatou pleito em ação civil pública e determinou a suspensão da assembleia que nomearia liquidante da estatal do chip, localizada em Porto Alegre.

Bolsonaro recoloca Jarbas Valente no comando da Telebras

Ex-conselheiro e vice-presidente da Anatel deixou a estatal para ser substituído por Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, em abril de 2019, mas, agora, retoma à companhia com a nomeação do coronel para a direção da Agência Nacional de Proteção de Dados.

BNDES vai pagar R$ 8 milhões para preparar a venda do Serpro e da Dataprev

Consórcio vencedor reúne Accenture, a multinacional de RP Burson-Marsteller e o escritório Machado, Meyer, Sendacz, Opice e Falcão Advogados.

Governo alega prejuízo de R$ 10 bi e vai ao STF contra desoneração da folha

Benefício, que acabaria este ano, foi prorrogado para dezembro de 2021, por decisão do Congresso Nacional, que derrubou o veto do governo. A desoneração da folha é considerada essencial para as empresas de TI e Telecom. Governo diz que medida é inconstitucional.

À espera de correção no imposto sobre componentes, indústria maneja estoques

Segundo Abinee, com a demora na publicação de nova resolução Gecex, fabricantes postergaram embarques para evitar imposto de importação. Ministério da Economia diz que novo texto já foi aprovado. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G