TELECOM

TelComp: Há temas negligenciados no debate sobre o 5G no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 22/01/2020 ... Convergência Digital

O leilão 5G acontecer este ano ou em 2021 não é a questão central nem deveria ser os motivos de críticas ao governo e à Anatel, afirma informe da TelComp, distribuído nesta quarta-feira, 22/01. Mas, sim, o fato de existirem assuntos - importantes- negligenciados no Brasil.

A entidade enumera como temas negligenciados a regularização do uso de postes, onde o consenso entre os atores distribuidoras de energia, operadoras de telecom e operadoras competitivas está longe de ser conseguido e a implantação de antenas, ainda motivo de disputa com os municípios que não respeitam a lei federal. "Estes temas não podem esperar mais, pois são pré-requisitos determinantes para o sucesso do lançamento comercial da 5G", pontuou a Associação.

A TelComp também alertou que três das quatro grandes teles no país seguem explorando oportunidades de compartilhamento de radiofrequência e outros elementos de redes, com o intuito de reduzir custos e alavancar retorno sobre investimento.

"São alternativas válidas e cada vez mais importante na era 5G, mas que exigem muita atenção sobre aspectos concorrenciais", reportou a TelComp. Para a entidade, se o leilão 5G acontecer no começo de 2021, não haverá prejuízos ao mercado e aos consumidores, uma vez que a oferta comercial dos serviços 5G só será significativa mais à frente. O edital do 5G será tema de discussão na reunião da Anatel, agendada para o dia 06 de fevereiro.

*Com informações da TelComp


Internet Móvel 3G 4G
Brasil terá 6,2 bilhões de downloads de aplicações móveis até 2023

De acordo com o Cisco Annual Internet Report, o 5G representará mais de 10,6% das conexões móveis do mundo em 2023. A média da velocidade do 5G será de 575 megabits por segundo, ou 13 vezes mais rápida do que a média da conexão móvel. No Brasil, o 5G vai representar 6% de todas as conexões em 2023.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Dataprev contrata Claro por R$ 236 mil para ter fibra ótica no Rio de Janeiro

Contrato, publicado no Diário Oficial da União, prevê a interligação dos prédios do data center da estatal de TI no Rio de Janeiro à filial na mesma cidade, no bairro de Botafogo.

Autor da nova Lei das teles lidera entidade para brigar por banda larga

Ex-deputado Daniel Vilela vai presidir a Aliança Conecta Brasil F4, que nasce com apoio da Huawei, FiberX e da consultoria Teleco, mas quer novos associados. “Não existe economia digital sem infraestrutura”, afirma.

Apple é multada por reduzir desempenho de iPhones antigos

Sanção de 25 milhões de euros foi imposta pelo órgão da concorrência da França. Empresa admitiu em 2017 que reduz deliberadamente a performance de vários modelos mais velhos.

Femtocells terão tratamento igual a dos roteadores Wi-Fi na Anatel

Decisão foi tomada pela Anatel para massificar o uso das antenas de baixa frequência e que amplificam o sinal da telefonia móvel. Até então restritas apenas às operadoras, as femtocells poderão ser compradas e instaladas pelo consumidor.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G