GESTÃO

Secretário de Desestatização acusa Serpro e Dataprev de venderem dados pessoais

Luís Osvaldo Grossmann ... 22/01/2020 ... Convergência Digital

O secretário de desestatização do Ministério da Economia, José Salim Mattar, afirmou em entrevista à Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul, que servidores públicos do Serpro e da Dataprev vendem dados dos cidadãos, fiscais e previdenciários, que estão sob custodia das estatais. Em resposta, a Fenadados e sindicatos da Frente Nacional dos Trabalhadores em Informática informam que vão processar por calúnia. 

“Empresa estatal não funciona bem. Nossos dados estão sendo vendidos pelos servidores públicos dessas estatais. Temos que privatizar”, afirmou Mattar durante a entrevista, concedida na terça, 21/1. Segundo o secretário, “Está acontecendo isso porque é empresa pública, se fosse privada não aconteceria.” A íntegra pode ser conferida neste link

A entrevista, primeiro revelada pelo site Capital Digital, provocou reação das entidades que representam os servidores. “A Fenadados e os sindicatos que constroem a FNI adotarão todas as medidas judiciais cabíveis e representarão, junto à Procuradoria Geral da República por crime de responsabilidade, desvio de finalidade e calúnia contra o sr. Salim Mattar.” 

Segundo a Fenadados, Mattar deixou de mencionar que "o vazamento de dados a que se refere foi descoberto em 2019 e, embora envolva o programa Hiscon, esse banco de dados só pode ser acessado nas agências ou no site do INSS com login e senha do usuário. Portanto, dificilmente tem envolvimento dos trabalhadores da Dataprev."


Carreira
Dissídio TI/São Paulo: Trabalhadores querem convenção coletiva para empresas com até 100 trabalhadores

Mediação entre trabalhadores e patrões de TI de São Paulo aconteceu no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. Sem vislumbrar acerto com as grandes empresas, trabalhadores tentam negociar para as de menor porte. Nova audiência foi agendada para o dia 31 de março.

eSocial: Alterações relativas à contribuição previdenciária estão no ambiente de testes

O comitê do eSocialdiz que para permitir que empregadores e desenvolvedores façam testes foram estabelecidas datas fictícias relativas às faixas de salário de contribuição.

Aplicativo do governo mostra devedores da União e FGTS

Batizado ‘Dívida Aberta’, app para celulares e tablets permite consulta por nome, CPF ou CNPJ, ou mesmo pelo mapa do Brasil. 

Secretário de Desestatização acusa Serpro e Dataprev de venderem dados pessoais

"Se fosse (empresa) privada não aconteceria", alegou o Secretário de Desestatização do Governo Bolsonaro, Salim Mattar, em entrevista à radio Gaúcha. Fenadados promete processar Mattar por calúnia.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G