INOVAÇÃO

Europa pode banir por 5 anos reconhecimento facial

Convergência Digital ... 17/01/2020 ... Convergência Digital

A União Europeia estuda banir tecnologias de reconhecimento facial de áreas públicas por até cinco anos, para permitir que haja tempo para maior amadurecimento desses sistemas de maneira a prevenir abusos. É uma das propostas a ser apresentada pela comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager.

“Isso significaria que o uso de tecnologias de reconhecimento facial por atores públicos ou privados em espaços públicos ficaria proibido por um período de 3 a 5 anos durante o qual poderia ser identificada e desenvolvida uma metodologia eficiente para medir os impactos dessa tecnologia e instrumentos de gestão de riscos”, diz o documento de 18 páginas a ser apresentado à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A suspensão do uso de reconhecimento facial é uma resposta aos repetidos indicadores de que essas tecnologias ainda cometem muitos erros, especialmente quando os “alvos” são pessoas não brancas. 

A nova liderança da UE, que assumiu no fim do ano passado, prometeu tratar de uma legislação que aborde questões de inteligência artificial nos primeiros 100 dias. O primeiro passo é a apresentação de um relatório até o fim de fevereiro com as possíveis opções a serem levadas à diante. 


Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Tecnologia será disseminada em todo o Brasil, depois de um acordo com o governo federal. Em setembro do ano passado, no Rio Info 2019, o Convergência Digital entrevistou um dos idealizadores da Laura.

Governo seleciona entidades para compor GT de propriedade intelectual

Grupo Interministerial de Propriedade Intelectual, originalmente parte da Camex e agora sob tutela do Ministério da Economia, terá 10 representantes da sociedade civil. 

BC cria grupo de trabalho para implantar open banking até novembro

GT será formado por representantes do próprio BC, por associações de Internet como Abranet e Câmara-e.net, Febraban (grandes bancos); Abecs e Abipag (empresas de pagamentos); ABBC (bancos médios); OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs).

Aceleradora busca start-ups e projetos no setor de Cannabis no Brasil

The Green Hub realiza o Cannabis Thinking, para fomentar o desenvolvimento de projetos criativos. Em março, acontecerá o Demo Day.

BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

Autoridade Monetária selecionou a fornecedora brasileira para comprar 22 HSMs, voltados à segurança das transações por R$ 1,350 milhão. Todo o software usado é desenvolvido no Brasil. Nova infraestrutura pode ser a pá de cal nos cartões de débito, TEDs e DOCs.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G