INOVAÇÃO

BC contrata Dinamo Networks e faz acontecer o pagamento instantâneo

Ana Paula Lobo ... 09/01/2020 ... Convergência Digital

O pagamento instantâneo - que desponta como o responsável por encerrar a trajeteória do cartão de débito, os DOCs e TEDs por permitir pagamentos em tempo real - vai acontecer no Brasil este ano e o Banco Central recém-comprou  22 equipamentos HSMs - Hardware Security Module (HSM) da brasileira Dinamo Networks, em uma licitação orçada em R$ 1,350 milhão. O BC já recebeu oito equipamentos para iniciar a parte de testes para que, em julho, os bancos e fintechs possam se integrar à nova infraesrutura de pagamentos.

Os pagamentos instantâneos garantirão que a transmissão da mensagem de pagamento e a disponibilização dos recursos para o usuário final sejam realizadas em tempo real ou quase em tempo real (aproximadamente 20 segundos), disponíveis 24 horas, 7 dias por semana. A solução de Hardware Security Module (HSM) da Dinamo garantirá a segurança e a melhoria de performance dos processamentos das operações criptográficas dessas operações. Contou para a escolha da fornecedora o fato de ela estar finalizando o processo de homologação no NIST, principal órgão do mundo em segurança na área. O HSM da Dinamo também está homologado na ICP-Brasil.

"Os HSMs da Dinamo são montados em Santa Catarina e todo o software de criptografia, firnware, inclusive o protocolo de comunicação criado pelo Banco Central para dar mais segurança às transações, foram desenvolvidos em nossas unidades do Rio de Janeiro e de Brasília. Do ponto de vista de hardware, no ano passado, vendemos 120 máquinas grandes, como a comprada pelo BC, e 5000 mil máquinas de pequeno porte para pequenas e médias empresas, em especial, escritórios de advocacia. Para 2020, nossa meta é vender 500 máquinas grandes e 10 mil máquinas de pequeno porte. Esse é um mercado que só vai crescer", afirma em entrevista ao Convergência Digital, o especialista em segurança digital e CEO da DINAMO, Marco Zanini.

Um dado relevante: O Sistema de Pagamento Instantâneo seguirá padrões diferentes do Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB). Os HSMs da DINAMO Networks farão, por exemplo, a guarda das chaves de criptografia assimétricas, utilizadas para as assinaturas digitais das transações. Toda operação será assinada digitalmente e criptografada pelos HSMs DINAMO. Os appliances contam com um sistema de segurança lógica e física aderente e certificada por entidades nacionais (INMETRO) e internacionais e toda a gestão do processo estará centralizada no Banco Central.

"A decisão do Banco Central já mobilizou o mercado. Neste momento, estamos conversando com mais de 10 instituições, entre bancos tradicionais e fintechs. Todos precisam ter uma infraestrutura para jogar esse jogo", observa Zanini, em entrevista exclusiva ao Convergência Digital. Contou para a escolha da fornecedora o fato de ela estar finalizando o processo de homologação no NIST, principal órgão do mundo em segurança na área.

Como será?

Para realizar um pagamento instantâneo, o cliente deverá cadastrar na base de dados de um Provedor de Serviços de Pagamento Instantâneo com seus dados pessoais e bancários. Apenas com um smartphone com acesso à internet, conta em uma instituição financeira e o aplicativo de Pagamento Instantâneo será possível receber ou transferir dinheiro instantaneamente. Pessoas e estabelecimentos comerciais precisão somente do código de identificação, QR Code, para que os clientes realizem a leitura por meio de seus celulares. O código conterá todas as informações para a transferência instantânea dos recursos.

Atualmente mais de 35 países utilizam o modelo de pagamento instantâneo. Um exemplo é a China, que já usa essa forma de pagamento, por meio dos aplicativos AliPay e WeChat Pay. O AliPay com mais de 100 milhões de transações diárias e mais de 520 milhões de usuários, responde por 70% dos pagamentos móveis na China. 

O pagamento instantâneo será um fator diferencial no mercado financeiro brasileiro em 2020 e há uma incerteza do que acontecerá com as bandeiras de cartão com Visa, Master e Elo. Os cartões de débito devem sofrer muito a concorrência da nova tecnologia. "Mas não vejo fim do cartão de crédito. O parcelamento será uma realidade e haverá novos serviços. Muita coisa vai acontecer", preconiza Zanini.
 


Cloud Computing
Unimed Fesp adota Citrix para trabalho remoto de quase 700 colaboradores

Os colaboradores podem acessar de qualquer local e qualquer dispositivo as mesmas aplicações e informações que tinham no escritório, como sistemas de autorização de pessoas internadas, ERP, aplicativos internos, dados para análise e relatórios, entre outras.

Finep seleciona R$ 107 milhões em projetos de inovação

Foco dos incentivos é para soluções relacionadas à pandemia de Covid-19. 

STF avança na transformação para ser 100% digital

Resolução editada pelo Supremo impõe que, a partir de agora, todos os processos originários ajuizados no Tribunal devem ser protocolados por meio eletrônico. Ferramenta permite incorporar de áudio e vídeo nos autos.

Obr.Global abre inscrições para programa voltado aos investidores anjos

Iniciativa Angel Success Series tem duração de dois meses e, pela primeira vez, acontecerá 100% online. Inscrições vão até o dia 10 de agosto.

Serpro amplia teste do sistema de transferência eletrônica de veículos

Desenvolvido para o Denatran e lançado em Santa Catarina, Registro Nacional de Veículos em Estoque funciona como um DUT online e será ampliado para Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo. 

TIM lança desafio para startups com soluções de IoT voltadas ao agronegócio

Em parceria com a AgTech Garage, o Desafio 4G TIM no Campo vai selecionar soluções inovadoras para o controle de pragas, doenças e plantas daninhas.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G