Clicky

Home - Convergência Digital

China venceu a corrida pelo 5G, que terá 2020 como ano decisivo

Convergência Digital - 13/12/2019

Apesar da série de movimentos dos Estados Unidos nesse campo, a China venceu a corrida pelo 5G. É o que afirma o relatório de análise política e comercial da consultoria americana ATKearney, que faz 10 projeções de impacto global para 2020, sendo uma delas relacionada à chegada da nova tecnologia. 

Ao listar Coreia, Japão, Cingapura e, mais devagar, a Europa, como áreas onde lançamentos também ocorreram, o relatório indica que não existem fabricantes de equipamentos de telecomunicações nos EUA capazes de competir com a chinesa Huawei e que muito do espectro está reservado para agências de defesa no país, limitando o acesso das operadoras privadas. Motivos que, acredita, desaceleram a implementação do 5G nos Estados Unidos.

Afirma, ainda, o documento, que o governo americano vai tentar financiar fabricantes europeus de tecnologia de redes para competirem com a Huawei. Mas conclui que “a grande vencedora será a China, que lançará 5G em maior escala em 2020 e terá o maior número de assinantes globalmente”. 

A análise é de que o ano de 2020 será crucial para o 5G por conta da disseminação dos lançamentos ao redor do globo. Usando os EUA como exemplo, ressalta o provável lançamento de iPhones 5G e que implementações chegarão em grandes centros como Nova York, Chicago, Los Angeles e Houston, enquanto as áreas rurais ficarão sem cobertura. 

Também faz referencia a possíveis atrasos motivados pela disseminação de desinformações, notadamente sobre riscos de saúde associados ao 5G, que geram certa resistência, alimentando oposições ao grande volume de torres necessárias em cada comunidade. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/01/2021
CVM cobra explicação da Telebras por movimentação atípica de ações na B3

22/01/2021
PT cobra à Justiça esclarecimento do WhatsApp sobre compartilhamento de dados

22/01/2021
Setor de Telecom faz manifesto pela gratuidade do direito de passagem

22/01/2021
Justiça mantém liminar que suspende venda do Ceitec e manda governo esperar TCU

22/01/2021
Depois de falhas no aplicativo, TSE suspende efeitos para quem não votou e não justificou

22/01/2021
Google, sem retorno financeiro, diz adeus ao projeto de internet por balões

21/01/2021
Mensagens de WhatsApp fora do expediente não configuram sobreaviso

21/01/2021
LGPD não vai barrar décadas de negligência com os dados no Brasil

21/01/2021
SAP: Recuperação econômica do mundo passa pela sustentabilidade na prática

21/01/2021
Governo dobra para R$ 24 bilhões as transferências 100% online da União

Destaques
Destaques

Uso da faixa de 700 MHz deixa 4G disponível 80% do tempo no Brasil

Segundo a mais recente análise da OpenSignal, TIM tem a rede de quarta geração com maior disponibilidade, 88,2%, à frente da Claro (79%) e Vivo (79,5%), Oi (70,2%). 

Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026

Nova edição do Relatório de Mobilidade da Ericsson aponta que até o final de 2020, mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo já estará usando 5G. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Previsões para 5G Core (5GC) e redes móveis em 2021

Por Ivan Marzariolli*

A maioria das teles com 5G escolheu o que é chamado de implementação “não autônoma”.  É um híbrido de 4G e 5G que permite oferecer muitos recursos 5G aos assinantes, enquanto ainda aproveita o investimento existente em seu core de pacote 4G. Operadoras estão ansiosas para aproveitar as vantagens do 5GC (SA ou autônomo) - maior agilidade de serviço e custos mais baixos.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site