INTERNET

Peru vai tributar aplicativos na internet e projeta arrecadar R$ 180 milhões

Convergência Digital ... 11/12/2019 ... Convergência Digital

O Peru quer que empresas como Netflix, Uber, Spotify, Airbnb e Cabify paguem impostos sobre as receitas que obtêm em suas plataformas digitais no país a partir de 2020, disse a chefe da entidade local que coleta impostos, Claudia Suárez, na terça-feira. 

A funcionária disse em entrevista à agência Reuters que a medida poderá ser aprovada pelo governo do presidente Martín Vizcarra através de um decreto de emergência, para que esse imposto seja cobrado a partir do próximo ano. 

“Estamos trabalhando com o MEF (Ministério da Economia e Finanças). O MEF já tem uma proposta de tributar serviços digitais (...) empresas de transporte, de entregas, Netflix, tudo o que é streaming em geral”, disse Suarez, chefe da Superintendência Nacional de Administração Tributária (SUNAT). 

Perguntada se eles incluirão a Amazon no imposto geral sobre vendas, que é de 18%, Suarez disse que ainda não estava definido, mas mencionou a Uber, Spotify, Airbnb, Cabify e Netflix. 

Suárez disse que a cobrança desse imposto “será via retenção no cartão de crédito” dos usuários no pagamento do serviço digital. 

 “Considera-se que a tributação (para essas plataformas digitais) gerará 150 milhões de soles (cerca de 44 milhões de dólares) em receita para o próximo ano”, disse ela. 


Procon-SP multa SBT por propaganda infantil no YouTube

Denúncia, ainda de 2017, rendeu sanção de 387,36 mil contra a emissora. 

Toffoli concede liminar à Netflix e suspende proibição a especial do Porta dos Fundos

Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffolil, revogou a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de janeiro.

Tubular Labs desembarca no Brasil em parceria com a Polis Consulting

Empresa brasileira especializada em Marketing Digital adquiriu os direitos de comercialização da solução de análise e medição de vídeos.

Supremo remarca audiência pública sobre remoção de conteúdo na internet

Ação do Facebook, apoiada por Google e Twitter, questiona decisões que afrontam artigo 19 do Marco Civil, que exige ordem judicial antes de responsabilizar provedores. 

NIC.br: A Internet será IPv.6-only e é hora de abandonar o IPv.4

“Tem um monte de pedras no caminho e muitas dificuldades, mas temos de olhar o horizonte e ele é IPv6-only”,afirmou o gerente de projetos e desenvolvimento do NIC.br, Antonio Moreiras, no IX Forum 13, realizado em São Paulo.

Revista Abranet 29 . dez/nov 2019 - jan 2020
Veja a Revista Abranet nº 29 Abranet teve uma atuação intensa em 2019, encaminhando contribuições públicas para consolidar uma internet produtiva, livre e inovadora. Futurenet: entidade discute tendências de mercado e tecnologia. Veja a revista.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G