SEGURANÇA

Lei de Dados Pessoais vai acelerar digitalização dos negócios

Luís Osvaldo Grossmann ... 10/12/2019 ... Convergência Digital

A transformação digital já carrega em si a segurança da informação como prerrogativa, o que faz com que as empresas da cadeia de valor da internet estejam naturalmente mais preparadas para as novas exigências trazidas pela Lei Geral da Proteção de Dados. Até por isso, a entrada em vigor da nova lei, em agosto de 2020, pode ser um catalisador da digitalização, como apontou o presidente da Associação Brasileira de Internet, Abranet, Eduardo Neger, no 7º seminário Cyber Security – Gestão de Risco no Governo, promovido pela Network Eventos em Brasília, 

“As empresas de internet já excedem as exigências da Lei Geral de Proteção de Dados. Os dados, e portanto a segurança da informação, é matéria-prima básica para empresas da cadeia de valor da internet. Mas a proteção de dados não vale apenas para a internet. Vale para a portaria do condomínio, da academia, para as fichas médicas em papel. Talvez outros setores, como o pequeno comércio, por entender que vão ter que lidar com dados com muita seriedade, migrem também para a internet e haja um incentivo maior para setores que ainda são analógicos se digitalizarem para ganhar segurança.”

A própria preparação para o cumprimento da LGPD, além da oportunidade para conferir e reavaliar o uso dos dados, é um possível mercado para quem já tem expertise no assunto. “Vemos duas situações, primeiro a preocupação das empresas da cadeia de valor da internet para suas implicações imediatas, como lidar com os dados, se esta no compliance exigido pela nova legislação. Por outro lado, na mesma cadeia tem empresas com produtos e serviços desenvolvidos para isso. Deixa ser apenas uma preocupação para se tornar uma grande oportunidade de negócios. As empresas podem começar também a enxergar um novo mercado.Assistsa a entrevista


Administradora de shopping centers revela ataque cibernético

Ao mercado a Aliansce Sonae informou que a invasão aconteceu em maio e a companhia admite que, algumas informações possam ter sido acessadas, mas que elas não eram estratégicas.

PF caça quadrilha que teria vazado dados do presidente Bolsonaro e de mais de 200 mil servidores

Ação policial acontece nos Estados do Rio Grande do  Sul e Ceará. Organização teria invadido sistemas de universidades, prefeituras e câmaras de veradores.

Para Idec, ação comprova que Metrô de SP não garante segurança de reconhecimento facial

Segundo entidade, que move processo contra o Metrô, empresa falhou em não realizar estudo para implantar a tecnologia. 

Bancos querem prisão por até 18 anos para cibercriminosos

Instituições financeiras pedem a aprovação urgente do PL 2638, apresentado na Câmara, pelo deputado Marcelo Ramos, PR/AM, que impõe punição rigorosa às fraudes cibernéticas. "A impunidade é um incentivo", diz Adriano Volpini, do Itaú-Unibanco.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G