SEGURANÇA

Certificado digital é a ferramenta da Lei Geral de Proteção de Dados

Luís Osvaldo Grossmann ... 09/12/2019 ... Convergência Digital

Se o mundo online já exige formas seguras de identificação, com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, as transações protegidas terão que se multiplicar. E como aponta o assessor especial do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Ruy Ramos, a certificação digital é solução amadurecida e cada vez mais acessível. 

“A questão principal hoje é como saber no mundo digitalizado, na internet, quem está do outro lado. Imagine que sou uma empresa e preciso fornecer informação para aquele cidadão, para aquele cliente. A resposta do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação é o uso do certificado digital. A tecnologia que tem mais de 18 anos usando as mais modernas técnicas de criptografia para justamente entregar ao cidadão uma identificação, sua identidade digital”, afirmou durante o 7º seminário Cyber Security – Gestão de Risco no Governo, promovido pela Network Eventos em Brasília. 

“O cidadão, uma vez identificado, por assinar contratos, e a partir da LGPD, acessar bancos de dados de órgãos públicos ou privados, no sentido de ter acesso aos dados, promover alteração ou atualização. Ou seja, empresas e governo vão ter que se preparar para fornecer os dados do cidadão para ele próprio, e para isso é indicado o certificado digital.”

Segundo ele, os preços atuais tornam essa alternativa viável. “Vamos completar o ano com cerca de 6 milhões de certificados emitidos e ao longo dos anos viabilizou-se uma redução sensível de preço. Hoje temos certificados no mercado na faixa de R$ 50, um preço mais acessível.” Assista a entrevista.


Administradora de shopping centers revela ataque cibernético

Ao mercado a Aliansce Sonae informou que a invasão aconteceu em maio e a companhia admite que, algumas informações possam ter sido acessadas, mas que elas não eram estratégicas.

PF caça quadrilha que teria vazado dados do presidente Bolsonaro e de mais de 200 mil servidores

Ação policial acontece nos Estados do Rio Grande do  Sul e Ceará. Organização teria invadido sistemas de universidades, prefeituras e câmaras de veradores.

Para Idec, ação comprova que Metrô de SP não garante segurança de reconhecimento facial

Segundo entidade, que move processo contra o Metrô, empresa falhou em não realizar estudo para implantar a tecnologia. 

Bancos querem prisão por até 18 anos para cibercriminosos

Instituições financeiras pedem a aprovação urgente do PL 2638, apresentado na Câmara, pelo deputado Marcelo Ramos, PR/AM, que impõe punição rigorosa às fraudes cibernéticas. "A impunidade é um incentivo", diz Adriano Volpini, do Itaú-Unibanco.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G