Home - Convergência Digital

Anatel autoriza Neoenergia a criar primeira rede privada LTE no Brasil

Convergência Digital - 06/12/2019

A Anatel autorizou a Neoenergia, por meio da distribuidora Elektro, a operar a frequência de 3,5 GHz no projeto Energia do Futuro, em que vai construir um novo modelo de rede elétrica inteligente na região de Atibaia, no Interior de São Paulo. O projeto será a primeira rede privada de banda larga LTE no Brasil e a primeira para redes elétricas inteligentes na América Latina.

A tecnologia está sendo implantada em parceria com a Nokia e vai permitir a comunicação de todos os dispositivos da rede inteligente em Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista, abrangendo um total de 75 mil clientes da Elektro, e tem previsão de estar totalmente operacional em janeiro de 2020. 

O projeto, de R$ 10 milhões, iniciado em janeiro de 2018, pretende alavancar um consumo de energia elétrica mais consciente e eficiente, proporcionando uma nova experiência para o cliente, além de melhorar a qualidade do fornecimento, reduzir perdas e integrar os recursos energéticos distribuídos (geração solar, veículos elétricos e baterias).

A rede 4G LTE faz parte da estratégia do grupo para levar as redes inteligentes aos 13,9 milhões de clientes da Neoenergia nos próximos anos, desenvolvendo o modelo DSO (Distribution System Orchestrator), em que a distribuidora realiza a gestão energética completa do sistema elétrico. A tecnologia de telecomunicação vai garantir a confiabilidade necessária na comunicação das redes elétricas inteligentes (conhecidas em Inglês como smart grids).

A tecnologia conectará equipamentos de automação de rede, medidores inteligentes, subestações, sensores e concentradores de dados em toda a área de serviço, permitindo a automação por meio da troca de informação em tempo real entre os dispositivos e o Centro de Operações da Elektro, em Campinas (SP). O LTE será o elemento de conectividade que possibilitará a leitura em tempo real dos dados, mantendo a segurança e confiabilidade necessária.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

31/07/2020
Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

23/07/2020
Anatel lança aplicativo que compara ofertas das operadoras

21/07/2020
Sem sabatina, Carlos Baigorri deixa o Conselho Diretor da Anatel

21/07/2020
Teles e TVs brigam por R$ 1 bilhão da TV Digital e Anatel busca consenso

16/07/2020
Wi-Fi 6 pode chegar ao Brasil ainda em 2020

15/07/2020
Anatel vai ouvir 90 mil consumidores em pesquisa de qualidade de telecom

07/07/2020
Anatel assina com TIM primeira troca de multa por investimentos

02/07/2020
Algar corta TAC pela metade e acordo de multas com Anatel cai para R$ 45 milhões

02/07/2020
Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

02/07/2020
Anatel abre pregão de R$ 11 milhões para serviços de TI e aposta em novo modelo

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site