INCLUSÃO DIGITAL

Governo vai preparar novo plano para cidades digitais com modelo da UIT

Luís Osvaldo Grossmann ... 05/12/2019 ... Convergência Digital

Eleita como uma das prioridades da estratégia nacional para a internet das coisas, a vertical ‘Cidades’ é a terceira (antes indústria e agro) a ganhar uma Câmara de discussões entre governo, setor privado, academia e Parlamento, chamada de ‘Cidades 4.0’. Com ela, o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações busca reorganizar os incentivos às cidades digitais, repaginadas como Cidades Inteligentes Sustentáveis. 

“O primeiro passo será um sistema informatizado para conhecer a realidade das cidades. Hoje temos bons projetos de cidades inteligentes, exemplos como Campinas e Curitiba, mas são casos isolados. Vamos colocar indicadores no sistema e a partir daí saberemos quem somos no que diz respeito às Cidades 4.0”, explicou o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes. 

Segundo ele, “será instituída uma política pública, via Decreto presidencial, baseada em recomendações da União Internacional de Telecomunicações, com o modelo de maturidade e um framework de como fazer a avaliação dessas cidades”.

O modelo leva em conta níveis de 1 a 5, começando por aqueles com algum planejamento para se tornar inteligente, passando para aquelas com ações alinhadas a esse planejamento, pelas que têm implementação, as que já saltaram para a integração entre serviços e outras unidades da federação e finalmente aquelas efetivamente implantadas e em fase de otimização. 

Os diagnósticos vão alimentar a recém instituída Câmara Cidades 4.0, que já nasce associada a um acordo de cooperação entre o MCTIC e o Ministério de Desenvolvimento Regional para desenvolver um novo programa de estímulo às cidades digitais. Segundo estima o secretário de Telecomunicações, esse novo plano deve ser apresentado até o fim do primeiro semestre de 2020. 


Carreira
ABES Academy abre segunda turma do curso de LGPD

Curso de 8 aulas e certificado oferece teoria e prática sobre novas regras de proteção de dados. Pesquisa da entidade, em parceria com a E&Y, mostra que apenas 40% das empresas estão adequadas à legislação.

França vai obrigar remoção de conteúdo de redes sociais em 1 hora

Lei impõe a rápida exclusão de conteúdos que envolvam pedofilia e terrorismo e dá até 24 horas para remoção do que for considerado “manifestamente ilícito”. 

No Brasil, 45,9 milhões de pessoas ainda não acessam a Internet

Dados foram apurados pela PNAD Contínua IBGE e mostra que boa parte alega não saber usar ou falta de interesse. São 14,9 milhões de domicílios sem acesso à internet no Brasil. Mulheres superam os homens no acessso à Internet./p>

Governo inicia segunda etapa de contratação de ISPs para área de saúde

Está aberta a segunda chamada para a conexão de Postos de Saúde de todo o país. A RNP informa que, nessa etapa, onde não existir disponibilidade de fibra ótica será considerada alternativa em enlace de radio de frequência licenciada ou livre e satélite.

Novo PL obriga banda larga sem ônus para secretarias de educação e alunos

Medida seria compulsória durante calamidades públicas ou pandemias, mas com possibilidade de que os custos sejam cobertos pelo Fistel. 

Viasat entra no mercado de banda larga residencial com satélite da Telebras

Empresa ampliou parceria com Visiontec, que tem a estatal do governo como sócia, para distribuição e instalação das VSats e promete conexões de até 25 Mbps em 100% do território nacional. 

O que somos e fazemos na Internet têm consequências fora da Rede

A Internet segura passa pela conscientização do usuário que não uma persona virtual e uma real, diz o especialista em Segurança da Informação do CAIS/RNP, Yuri Alexandro.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G