Home - Convergência Digital

Americanet define 5G como estratégico no seu negócio

Por Roberta Prescott e Rafael Mariano - 19/11/2019

5G é estratégico para a AmericaNet que quer participar do leilão de frequências. "Temos feito trabalho em conjunto com outras operadoras e juntamente com a Anatel para sensibilizá-los para a importância de ter novos players no leilão", disse José Luiz Pelosini, vice-presidente da Americanet, em entrevista à CDTV, durante XII Seminário Telcomp, realizado no dia 12/11, em São Paulo.

Pelosini afirmou ter ficado surpreendido positivamente com o voto da minuta do conselheiro Vicente Aquino. A primeira versão do Conselho Diretor para o leilão 5G, previsto para algum momento de 2020, propõe destinar parte da faixa de 3,5 GHz exclusivamente para provedores de pequeno porte ou novos entrantes. 

A Americanet está enxergando boas oportunidades de atuação e crescimento no interior de São Paulo e na região do Sul de Minas Gerais. "Temos percebido que tem um mercado [nesses locais] que precisa ser atendido, tanto no B2B quanto B2C." A operadora tem a meta de chegar, até o fim de 2022, a um milhão de assinantes e este montante seria atingido tanto por meio de crescimento orgânico como inorgânico. Assista à entrevista na íntegra:

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/08/2020
Reino Unido contraria teles e confirma leilão 5G para janeiro de 2021

29/07/2020
Investimentos em 5G vão dobrar em 2020 e serão maiores que 4G até 2022

29/07/2020
Estados Unidos fazem ameaça velada ao Brasil por 5G

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

27/07/2020
Sem testes de campo, Anatel adia consulta sobre faixa de 3,5 GHz no 5G

27/07/2020
Deutsche Telekom já instalou 30 mil antenas 5G

22/07/2020
Holanda fatura R$ 7 bilhões em primeiro leilão 5G

22/07/2020
China rebate como Fake News retaliação à Ericsson e à Nokia

21/07/2020
TIM fecha contrato de RAN para os próximos três anos

21/07/2020
Ericsson e Nokia podem pagar a conta do banimento da Huawei

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site