Home - Convergência Digital

AWS lança no Brasil plataforma gratuita para alunos do ensino médio

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 06/11/2019

A Amazon Web Services anunciou o lançamento para o Brasil da versão em português do Programa AWS Educate K12, com objetivo de incentivar o desenvolvimento da educação técnica pelo uso de serviços de computação em nuvem. Para participar, os estudantes devem estar matriculados em instituições de ensino vinculadas ao programa, como o Senai Nacional, que já participa do programa AWS Educate em nível universitário. 

Segundo o gerente executivo de educação profissional do Senai Nacional, Felipe Morgado, a ideia é que já seja possível aos jovens ingressarem no mercado de trabalho a partir da formação técnica. “Competências técnicas transversais de cloud computing ampliam as chances de empregabilidade, porque quando ele chegar no mercado de trabalho já estará muito mais próximo da realidade.” 

O programa oferece conteúdo diversificado para estudantes, incluindo conteúdo teórico, aulas, testes de conhecimento e a oportunidade de receber micro-credenciais, chamadas AWS Educate Badges, que mostram as conquistas e aprendizados de cada um durante o programa. Novos membros receberão até US$ 50 disponibilizados em créditos promocionais da AWS para experimentar os serviços da companhia.

"O Programa AWS Educate é um incentivo para o desenvolvimento de talentos, ideias e inovação no Brasil. Estamos muito felizes em lançar a versão na língua local e ampliá-lo para estudantes do ensino médio”, afirma a gerente de Desenvolvimento de Negócios para América Latina, Canadá e Caribe na AWS. Abby Daniell. O programa que já era oferecido a universidades agora, é ampliado para o ensino médio como resposta à demanda por educação em novas tecnologias pelos adolescentes. 

Segundo a AWS, os alunos podem se registrar diretamente no console do Programa AWS Educate, utilizando um e-mail pessoal fornecido pela instituição de ensino. Ou ainda, os professores que são membros do Programa AWS Educate também conseguem ajudar os alunos a se inscreverem, mesmo que não tenham um endereço de e-mail .edu ou um endereço de e-mail fornecido por uma escola membro do programa.

“Os estudantes não têm custos adicionais para acessar o conteúdo, treinamento, ferramentas de colaboração e serviços da AWS dentro do programa. Outras instituições de ensino podem fazer parte da iniciativa ao acessar diretamente o site do Programa AWS Educate e seguir as instruções de inscrição”, explica a AWS.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/02/2020
Justiça atende AWS e suspende contrato bilionário do Pentágono com a Microsoft

05/02/2020
AWS vai investir R$ 1 bilhão para ampliar datacenter no Brasil

14/01/2020
AWS tenta barrar contrato da Microsoft com Pentágono

06/11/2019
AWS lança no Brasil plataforma gratuita para alunos do ensino médio

18/09/2019
AWS: Uso da nuvem no governo permite redução de até 30% nos custos

27/06/2019
"Multicloud traz prejuízo ao bolso e abre vulnerabilidades", alfineta CTO da AWS

27/06/2019
AWS vira aceleradora virtual de projetos voltados à educação no Brasil

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site