Clicky

NEC quer jogar o 'jogo' do 5G e entrar numa PPP para cidades inteligentes

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos ... 06/11/2019 ... Convergência Digital

A NEC quer voltar a crescer no Brasil e retomar sua posição no mercado, adianta o VP de Marketing e Vendas da NEC no País, Angelo Guerra, recém-contratado pela fabricante. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo, o executivo disse que a atuação da NEC está muito tímida com o portfólio de produtos existentes e planeja crescer no setor público e nas empresas.

"O mercado de telecomunicações é estratégico e continuará sendo. Seremos integradores e orquestradores, mas vamos investir para crescer no setor público e nas empresas", afirmou Angelo Guerra. "O Governo ficou muito tempo sem investir, mas sabemos que a transformação digital determina um novo ciclo de aportes em tecnologia e a NEC tem parcerias sólidas para atuar no segmento", acrescentou o executivo. A biometria aparece como um diferencial de mercado. Hoje a NEC tem parceria com três estados e quer ampliar o negócio para mais unidades da federação.

Com relação ao 5G, Angelo Guerra enfatizou que a NEC quer jogar forte o jogo no Brasil como está jogando no mercado japonês, mas precisa entender a estratégia da Anatel por conta da frequência a ser escolhida para definir se virá com equipamentos próprios ou se com OpenRAN", disse. O executivo antecipou ainda um plano estratégico da NEC: participar de uma Parceria Público-Privada em um projeto de Cidade Inteligente, num modelo semelhante ao já feito no Japão e em Santander, na Espanha. Assista à entrevista com Angelo Guerra, VP de Marketing e Vendas da NEC no Brasil.


Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Red Hat: para ser cloud nativa, uma tele precisa mais do que transformação digital, precisa de nova cultura

Mudar a mentalidade é essencial para que uma operadora de telecomunicações transforme seus negócios e suas redes, afirma Livio Tulio Silva, da Red Hat.

Cade aprova venda do controle da empresa de fibra da TIM para IHS

Operadora vai receber R$ 1 bilhão e pretende usar o dinheiro para pagar a fatia com a qual vai ficar a partir da compra da Oi Móvel.

TIM emite R$ 1,6 bilhão em debêntures vinculadas à ESG

Operação é a primeira realizada por uma empresa de telecomunicações no país. Tele diz que todos os recursos arrecadados serão investidos em infraestrutura, em especial, no 5G.

5G e Inteligência Artificial são estratégicos para suportar investimentos no Brasil

Pesquisa global, feita pela SUSE, e que ouviu 100 executivos no Brasil, aponta que oito em cada 10 líderes de TI se sentem bastante pressionados para entregar resultados tangíveis para os negócios.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G