Home - Convergência Digital

Lacunas de infraestrutura no caminho do 5G no Brasil

Luís Osvaldo Grossmann - 06/11/2019

O começo da implementação do 5G pelo mundo, com pelo menos 27 países já com redes comerciais ativas, dá pistas de como a nova tecnologia impactou os modelos de negócios. Mas a aplicação prática dessas novidades por aqui, segundo destacou a Anatel, exige atrelar a oferta de espectro à investimentos que enderecem as lacunas de infraestrutura. A agência participou do Workshop 5G, organizado pela Network Eventos, nesta terça-feira, 05/11, em Brasília.

“O modelo busca garantir acesso a espectro para diversos players, tanto atuais como novos. E o edital prevê que para ter 5G eficiente existe a necessidade de tampar os gaps de infraestrutura que existem no país. Precisa de rede de acesso fibrada nas cidades, backbone para escoar esse tráfego, além de chegar a localidades ainda não atendidas”, ressaltou o superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação da Anatel, Vinícius Caram. 

Se o formato atual da minuta de edital do 5G, conforme apresentado pelo relator ainda depende de maior discussão no órgão regulador, a experiência do mercado nos países onde a nova tecnologia já começou a ser implementada indica por onde deve começar a oferta também no Brasil. 

“Um dos principais casos de uso é a ultra banda larga, que é aumentar o throughput das redes móveis, com alta capacidade e baixa latência. Isso garante uma melhor experiência de uso para o consumidor tradicional de smartphones, conseguindo velocidades próximas a 1Gbps”, explica Caram. 

“Outro modelo de negócio é usar a rede de acesso como enlace para os domicílios, no que se chama de FWA [fixed wireless access], que permite substituir a rede cabeada por uma rede sem fio, 5G, onde teria um dispositivo na casa do usuário que faz a conversão da rede 5G nas ondas milimétricas de 26 Ghz para dispositivos que tem conectividade WiFi.”

“E ainda a aplicação de narrowband IoT e massive machine, que é uma aplicação real para as indústrias e já existe em outros países, além da internet das coisas. Inicialmente essas aplicações já são realidades e podem ser aplicadas. No futuro a gente espera ampliar capacidades para realidade virtual, segurança, educação e outras verticais.”

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

31/07/2020
Huawei defende reserva de 500 MHz da faixa de 6GHz para as teles

31/07/2020
Qualcomm defende faixa de 6GHz para não licenciados atenta ao 5G

30/07/2020
Anatel define se faixa de 6GHz será 100% não licenciada ou terá 500 MHz para as teles

29/07/2020
Investimentos em 5G vão dobrar em 2020 e serão maiores que 4G até 2022

29/07/2020
Estados Unidos fazem ameaça velada ao Brasil por 5G

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

27/07/2020
Sem testes de campo, Anatel adia consulta sobre faixa de 3,5 GHz no 5G

27/07/2020
Deutsche Telekom já instalou 30 mil antenas 5G

22/07/2020
Holanda fatura R$ 7 bilhões em primeiro leilão 5G

22/07/2020
China rebate como Fake News retaliação à Ericsson e à Nokia

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site