Home - Convergência Digital

Ericsson: "Temos que colocar nossas melhores cabeças para ganhar o mundo com o 5G"

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa, do Rio de Janeiro - 04/11/2019

O Brasil tem uma oportunidade única com a chegada do 5G para fazer acontecer a inovação, observa o diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Ericsson, Edvaldo Santos. Em entrevista à CDTV, do Convergência Digital, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo, o executivo lembrou que o Brasil tem muita competência para inovar.

"O 5G vai habilitar soluções para equacionar os nossos problemas. Teremos coisas fantásticas, mas teremos as soluções para o nosso dia a dia", disse Santos. Para o diretor da Ericsson, o momento é de usar a ambição positiva do brasileiro para colocar as nossas melhores cabeças para criar aplicativos 5G capazes de ganhar o mundo. E lembrou: na própria Ericsson, a equipe brasileira lidera o projeto zero-touch que leva Inteligência Artificial para o gerenciamento de redes. Assista à entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/11/2019
Datora se prepara para participar do leilão 5G

12/11/2019
Leilão 5G terá mínimo de 50 MHz para cada licitante

11/11/2019
5G exige políticas públicas e apoio do Governo

11/11/2019
SAP Brasil: quem tem de cuidar dos dados são as empresas

11/11/2019
TS Shara: variação da energia no Brasil é risco para o mundo hiperconectado

11/11/2019
B2B terá papel estratégico no fomento do 5G no Brasil

11/11/2019
Satélites vão ter papel central no ecossistema do 5G

08/11/2019
Teles não podem repetir 4G e serem engolidas pelas OTTs no 5G

07/11/2019
Ser humano faz a Aura,da Vivo, ser uma IA diferente

07/11/2019
Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

Destaques
Destaques

Redes privadas no 5G impulsionam o crescimento econômico do País

“Nas quatro verticais indicadas pelo governo as redes privadas podem ter impacto forte. Por isso a abertura regulatória é muito importante”, defende a gerente da Qualcomm, Milene Pereira. 

Teles não podem repetir 4G e serem engolidas pelas OTTs no 5G

“A gente não pode perder o bonde da aplicação, como aconteceu com Netflix, Spotify, Google, YouTube. Precisamos participar da cadeia de faturamento”, afirma o consultor de telecom da Claro, Carlos Alberto Camardella. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site