TELECOM

Vivo investe em franquia para expandir rede de fibra ótica no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 04/11/2019 ... Convergência Digital

O FTTH (fiber to the home) é tão estratégico para a Vivo que a companhia anunciou nesta segunda-feira, 04/11, em teleconferência de resultados, dois modelos para a expansão da cobertura de fibra ótica até a residência. O primeiro passa por uma parceria com a gestora de infraestrutura American Tower, que entra com os investimentos no ativo fibra e a Vivo entra com a oferta comercial e os equipamentos disponibilizados na casa do cliente.

Acordo é estratégico especialmente em Minas Gerais, onde a American Tower adquiriu os ativos da Cemig Telecom e poderá chegar a 800 mil home passed em 40 cidades do estado mineiro. Vale lembrar que a Vero, empresa de Internet, é hoje a maior detentora de infraestrutura ótica em Minas Gerais, superando Vivo e Oi. "Seremos capazes de fazer o deployment de fibra com menos impacto no capex e menor time to market", observou o presidente da Vivo, Christian Gebara. O executivo explicou ainda que o "plano fornecerá uma proteção da forte posição móvel em Minas Gerais através da convergência".

O segundo modelo prevê o franqueamento da expansão FTTH. Como franqueadora, a Vivo oferece todo o conhecimento técnico na implementação de uma rede de fibra, e experiência na comercialização de seus produtos e serviços. O franqueado passa a utilizar toda capacidade técnica da empresa, bem como a força da marca e qualidade da Vivo Fibra (banda larga de ultravelocidade). Esse novo modelo de negócio chega ao mercado como Terra conectado por Vivo Fibra. A escolha pelo Terra para liderar essa expansão, se deu pelo poder e relação que a marca tem com internet e tecnologia há mais de vinte anos.

O projeto foca em cidades de 20 mil a 50 mil habitantes, e também municípios ou bairros periféricos de grandes centros urbanos. Com a iniciativa, a Vivo pode somar mais de 1 milhão de domicílios cobertos com fibra, pelos franqueados, aos 15 milhões já previstos pela expansão própria da companhia, até o final de 2021. Atualmente, a Vivo segue com cerca de 10 milhões de domicílios cobertos, em 154 cidades espalhadas em todo país.

A Telefônica, além da marca Terra conectado por Vivo Fibra, oferecerá aos franqueados uma série de processos ágeis, treinamentos gerenciais e técnicos, acesso a fornecedores habilitados com preços diferenciados, call center central único, topologia de rede garantindo estabilidade e escalabilidade, saída de Internet (circuitos IP e ponto de conexão com a rede da Telefônica para acesso à Internet), e 115 mil kms de backbone nacional. O franqueado será responsável pelo desenvolvimento de toda infraestrutura de rede necessária, bem como a gestão da operação, incluindo vendas, atendimento e instalação. A rede de fibra ótica da Vivo está presente em 154 cidades do País.

Para se tornar um franqueado, o investidor passará por algumas etapas normais de um processo de franchising, como envio de propostas, simulações financeiras, testes de aptidão, etc, e investimento mínimo de R$ 2,5 milhões, com payback estimado em 4 anos, com Taxa Interna de Retorno de aproximadamente de 30%, e contrato de 120 meses renováveis. Para mais detalhes e inscrição, o investidor deve acessar: http://www.terrafibra.com.br/seja-um-franqueado/

A expansão com este novo modelo de negócio terá início em 20 de novembro, na cidade Águas Lindas de Goiás, no interior do estado de Goiás, com cerca de 80% de cobertura do município. A expansão continua no início do próximo ano, com mais duas cidades no Centro-Oeste, além de um cronograma de expansão que prevê cerca de 500 localidades para os próximos três anos.

*Com press release da Vivo


Internet Móvel 3G 4G
Reino Unido limita, mas permite Huawei no 5G

Fabricante comemorou “A Huawei está tranquilizada pela confirmação do governo do Reino Unido de que podemos continuar trabalhando com nossos clientes para manter o 5G no rumo.”

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Sem definição no Senado, Carlos Baigorri assume como substituto na Anatel

Nome do superintendente de Outorgas e Recursos à Prestação da agência continua à espera de sabatina, desde outubro de 2019, pela Comissão de Infraestrutura.

Oi, Oi Futuro e Ministério da Cidadania integram Tecnologia à história das Telecomunicações

Espaço MUSEHUM-Museu das Comunicações e Humanidades - utiliza novas tecnologias como realidade vritual, 3D, celular e games para reportar a trajetória do mercado brasileiro.

MPF usa analytics para fiscalizar telefonia móvel

Câmara do Consumidor e da Ordem Econômica do Ministério Público Federal usa ferramenta que compila dados da Anatel para orientar promotores em cidades com “índices críticos”. 

Rede de IoT da American Tower atinge 220 cidades

Segundo a empresa, rede IoT/LoRaWAN trafegou mais de 1,7 bilhão de mensagens no ano passado, especialmente, nos segmentos de gestão de frota e ativos.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G