GESTÃO

Fiat Chrysler avança no uso de Internet das Coisas

Por Roberta Prescott e Carlos Afonso ... 01/11/2019 ... Convergência Digital

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) do Brasil avança na adoção de Internet das Coisas. No processo industrial, conforme contou André Souza Ferreira, CIO para América Latina da FCA do Brasil, a companhia já está aplicando IoT para novos pontos de controle. O executivo de TI falou durante painel que debateu desafios e oportunidades de IoT, durante o Futurecom 2019, realizado de 28 a 31 de outubro, em São Paulo.

Indo além, ele explicou que é preciso enxergar o carro como uma plataforma móvel porque tem chip conectado por onde trafegam informações que ajudam a melhorar processos da organização, a identificar comportamentos não desejados e anomalias e a conhecer melhor o comportamento do consumidor.

Ferreira disse que a IoT começa a avançar na direção do cliente, citando como exemplo a possibilidade de o veículo informar quando tem de ir à concessionária, sugerir a unidade mais próxima, marcar o agendamento e preparar a concessionária, além de fazer a integração com meios de pagamentos e seguradoras. "Ter o valor do seguro com base no comportamento da direção é uma tendência de mercado", disse.  Assista à entrevista em vídeo.


eSocial: Alterações relativas à contribuição previdenciária estão no ambiente de testes

O comitê do eSocialdiz que para permitir que empregadores e desenvolvedores façam testes foram estabelecidas datas fictícias relativas às faixas de salário de contribuição.

Aplicativo do governo mostra devedores da União e FGTS

Batizado ‘Dívida Aberta’, app para celulares e tablets permite consulta por nome, CPF ou CNPJ, ou mesmo pelo mapa do Brasil. 

Secretário de Desestatização acusa Serpro e Dataprev de venderem dados pessoais

"Se fosse (empresa) privada não aconteceria", alegou o Secretário de Desestatização do Governo Bolsonaro, Salim Mattar, em entrevista à radio Gaúcha. Fenadados promete processar Mattar por calúnia.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G