INOVAÇÃO

TIM: 5G vai democratizar o uso da robótica

Ana Paula Lobo e Fábio dos Santos ... 31/10/2019 ... Convergência Digital

Um dos sucessos da edição do Futurecom 2019 foi o robô Joquinha, usado pela primeira vez como auxiliar do maestro João Carlos Martins. O equipamento foi desenvolvido por um ecossistema que envolve a SPI Integração, a TIM e a Nokia. De acordo com Janilson Bezerra, diretor de Inovação da TIM Brasil, o maior ganho do 5G será viabilizar a democratização da robótica.

"A robótica estará cada vez mais no dia a dia das empresas e ampliando as ferramentas de produtividade, como vimos aqui com o maestro João Carlos Martins", observa. Bezerra diz ainda que o robô Joquinha traduz a estratégia da TIM com a inovação aberta ao permitir que a tecnologia se una ao homem para dar um benefício real.

Com o 5G, que quebra barreiras e abre espaço para aplicações de missão crítica, as operadoras ficam habilitadas a fornecer novas experiências em fábricas e indústrias. "Não será uma mudança apenas nas nossas vidas, mas uma transformação social", acrescenta o diretor da TIM Brasil.

A consciência do que virá com o 5G passa pela inovação aberta e pela consolidação de um ecossistema que envolva a academia, as empresas de tecnologia, operadoras e startups. Assista à entrevista com Janílson Bezerra, da TIM Brasil.



Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G