Home - Convergência Digital

Interesse da Vivo na operação móvel da Oi depende do leilão do 5G

Luís Osvaldo Grossmann - 29/10/2019

Com o destino da Oi de novo na mira das especulações, o presidente da Vivo, Christian Gebara, afirmou nesta terça, 29/10, ao participar do Futurecom, que avalia a possibilidade de ficar com parte dos ativos da Oi, especialmente na telefonia móvel, por conta das radiofrequências. Mas reconhece que primeiro é preciso que exista o interesse na venda. 

“Como player líder do mercado, uma empresa de capital aberto, sempre temos que olhar os ativos disponíveis. Com certeza, se esse ativo estiver à venda, a gente vai analisar, como analisamos vários outros ativos que estiveram disponíveis no mercado ao longo dos últimos anos”, afirmou o executivo. 

Além disso, insistiu o presidente da Vivo, também é importante que se verifique se ainda será mantido o interesse na compra de tal ativo mesmo diante de uma grande venda de espectro no futuro próximo. 

“Se a discussão é se a frequência da Oi interessa, a resposta não é simples. Vai ter um leilão de 5G onde também vão ser oferecidas frequências em 700 MHz e 2,3 GHz, que são frequências também usadas no 5G. Depende de todo esse panorama entre o que vai ser leiloado e que ativos móveis eventualmente vão ser vendidos”, completou. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/08/2020
Destino da Recuperação Judicial da Oi será decidido no dia 08 de setembro

11/08/2020
Anatel: 'O melhor é Oi e AGU fecharem um acordo antes da Assembleia de Credores'

10/08/2020
Oi monta combo de banda larga, telefonia e ERP atenta às PMES

07/08/2020
Oi tira Highline e dá exclusividade à Claro, TIM e Vivo pela Oi Móvel

07/08/2020
STJ descarta preferência à Anatel para receber dívida da Oi

06/08/2020
Oi repudia ilação à sua atuação e diz que Assembleia de Credores é soberana

31/07/2020
Oi: "É esperado que Anatel cumpra seus ritos e protocolos"

31/07/2020
Anatel manifesta objeção contra o aditamento da recuperação judicial da Oi

31/07/2020
Oi quer corte de dívida com Anatel por desequilíbrio na concessão

29/07/2020
Unida às rivais pela Oi Móvel, Vivo entra na briga pela rede neutra de fibra

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site