Home - Convergência Digital

Governo abre seleção para diretor do cadastro nacional dos cidadãos

Convergência Digital - 23/10/2019

A Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia abriu inscrições para selecionar profissional que será responsável por agilizar o compartilhamento de dados entre os órgãos do governo federal e pela evolução do Cadastro Base do Cidadão, instituído pelo Decreto 10.046/2019. 

O edital, aberto na sexta-feira (18/10 exige formação de nível superior e experiência de pelo menos cinco anos em gestão – três na área específica do cargo. O escolhido ocupará cargo comissionado DAS 101-5, com remuneração de R$ 13.623.As inscrições vão até 30/10, pela internet, neste link

Podem se inscrever tanto profissionais da iniciativa privada quanto servidores públicos efetivos ou comissionados de todas as esferas de governo. As inscrições serão feitas apenas pela internet. Os candidatos devem passar por etapas que incluem questionários sobre a experiência em gestão de equipes e conhecimentos específicos, além de gravação de vídeo, estudo de caso e dinâmica de grupo.

"O novo decreto reforçou a ideia do governo único para um cidadão único”, diz o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro. “Com este edital, buscamos um profissional que seja uma liderança nessa ruptura de mentalidade do serviço público, que ajude a criar as soluções inovadoras para a gestão dos dados, em estrita proteção à privacidade do cidadão", completa.

O novo profissional da Secretaria de Governo Digital assumirá o Departamento de Governança de Dados e Informações e cuidará da governança de dados, interoperabilidade de sistemas, análise de dados nas políticas setoriais, segurança da informação e proteção da privacidade do cidadão. Também coordenará o Comitê Central de Governança de Dados do Poder Executivo federal, além da adequação do Executivo à LGDP, em articulação com a Autoridade e Conselho Nacional previstos na legislação.

* Com informações do Ministério da Economia

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/06/2020
Governo monta grupo de TI com Serpro e Dataprev para ações pós Covid-19

24/06/2020
Governo revoga compartilhamento de dados entre Serpro e Abin

19/06/2020
STF vai julgar acordo de compartilhamento de dados entre Serpro e ABIN

17/06/2020
Governo reforça biometria e revê uso do certificado digital

04/06/2020
Dataprev contrata SAS para montar time antifraude no Auxílio Emergencial

03/06/2020
Quatro em 10 brasileiros compartilham dados para obter benefícios e descontos

28/05/2020
TCU cobra acesso aos bancos de dados da Receita Federal

21/05/2020
Governo reabre prazo para doações de PCs, notebook e tablets para teletrabalho

20/05/2020
Programas de ajuda financeira são principais demandas no portal Gov.br

19/05/2020
CGI.br reforça pedido por cautela no uso dos dados na prevenção à Covid-19

Ciência de dados: a profissão do agora e do futuro

Em alta, o profissional cientista de dados é buscado em áreas como medicina, varejo, bancos, telecom, entre outros. Um bom especialista tem formação multidisciplinar e visão holística do negócio.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos vigentes

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site