TELECOM

Banda larga puxa alta e receitas da Claro vão a R$ 9,1 bilhões no trimestre

Convergência Digital ... 16/10/2019 ... Convergência Digital

A Claro, informou que sua receita líquida cresceu 1,7% no terceiro trimestre ante mesmo período de 2018, para R$ 9,15 bilhões. Segundo a empresa, o resultado se deve "principalmente pelo desempenho em banda larga residencial e em serviços no segmento móvel, que cresceram respectivamente 11,8% e 13,0%". 

O resultado operacional da companhia medido pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) teve alta de 1,4% ano a ano, para R$ 3,5 bilhões. A margem Ebitda encolheu 0,1 ponto percentual, 38,3%.

A Claro afirmou que sua base de celulares pós-pago no serviço móvel cresceu 17,8% em 12 meses, alta de 3,9 milhões de clientes, para 56,5 milhões. O ARPU móvel cresceu 15,7% no ano. 

A empresa indica ter 5,6 milhões de acessos em banda larga com velocidades superiores a 34 Mbps, o que representaria 49% dos planos nesse patamar. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Abranet: Revisão do marco de telecom tem que abrir espaço para voz no SCM

Entidade diz que a revisão do marco legal de telecom exige uma avaliação do mercado de telefonia no Brasil, com ajustes regulatórios capazes de abrir o segmento aos prestadores de SCM, com recursos de numeração e sistemas de áreas de tarifação nos moldes da telefonia celular.

Anatel vai licitar posições de satélite, mas muda termos para atender Claro e Hispamar

Proposta de leilão de 15 posições orbitais entrará em consulta pública por 20 dias. Mas como aumentou o prazo das atuais licenças dessas empresas, foi preciso alterar o edital. 

Orquestração de rede 5G é prioridade da Ciena

Fabricante descarta uma produção local no curto prazo, mas se surgirem oportunidades, a avaliação será feita, conta o gerente geral da Ciena no Brasil, Fernando Capella.

American Tower: "Seguimos olhando todo ativo compartilhável"

O CEO da companhia, Flavio Cardoso, diz que o investimento redundante em fibra óptica por conta do 5G não é eficiente e que é preciso pensar na economia comparitlhada. "Nós queremos ser os gestores desses ativos para evitar conflitos como o do uso dos postes nas grandes cidades."




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G