GESTÃO

Cartilha do MCTIC ao Congresso lista 150 programas que precisam de orçamento

Luís Osvaldo Grossmann* ... 09/10/2019 ... Convergência Digital

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações apresentou aos parlamentares uma ‘Cartilha para Emendas Parlamentares 2020’, que como já diz o nome indica projetos de interesse da pasta para a proposição de emendas ao Orçamento do próximo ano. 

Segundo o MCTIC, os secretários de Inovação, Paulo Alvim, de Ações Estratégicas, Marcelo Morales, de Telecomunicações, Vitor Menezes e o secretário de Radiodifusão, Elifas Gurgel apresentaram os programas das respectivas áreas que podem receber empenho de emendas parlamentares. 

Lá estão recursos para o programa Gesac, para novas infovias em fibra óptica no Norte, Nordeste e para outros estados, para a base de Alcântara, para o satélite geoestacionário e muitos outros, em 150 sugestões para alocações de recursos nas 196 páginas da cartilha. 

“Os parlamentares têm possibilidade de auxiliar ações do Ministério, seja com emendas individuais ou com emendas de bancada, ambas impositivas”, afirmou o secretário-executivo adjunto do MCTIC, Carlos Baptistucci, ao participar da reunião de divulgação da cartilha no Congresso Nacional. 

* Com informações do MCTIC


Carreira
Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação

Iniciativa da Digital Innovation One e do Sindicato patronal de TI de São Paulo pretende capacitar mão de obra e identificar talentos em tecnologia. Os interessados podem, por exemplo, aprender Javascript, HTML, Reactjs, banco de dados, Python, Git, blockchain e inteligência artificial.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.

Contrato bilionário de serviços na nuvem do TJSP com Microsoft volta à mesa com decisão do STF

Supremo suspendeu uma resolução do CNJ que obriga aos tribunais a adotarem plataforma desenvolvida pelo próprio Judiciário para tramitação eletrônica de processos.

Ministério da Justiça vai usar OTTs de mensagem para mandar intimações

Não está claro se as intimações irão por WhatsApp e Telegram ou por apenas um OTT. Os interessados têm de concordar em receber a intimação pelo celular.

Governo estuda como transferir dados para Serpro e Dataprev pós-privatização




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G