Home - Convergência Digital

Por R$ 1,2 milhão, Claro fica com contrato de telefonia móvel para atender Anatel

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 09/10/2019

A Claro bateu as outras três grandes e ficou com o contrato de prestação de serviços de telefonia móvel para atender a Anatel durante os próximos 30 meses, por um total estimado de R$ 1,199 milhão – com a possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. O contrato foi publicado no Diário Oficial desta quarta, 9/10.

O valo final representou um corte significativo sobre o lance inicial do pregão eletrônico, realizado em setembro, que começou em R$ 2,5 milhões – um pouco abaixo dos R$ 2,6 milhões que a Anatel tinha como valor de referência a partir de pesquisa de preços na preparação do edital. 

Nas cinco horas de disputa, Oi, Vivo, Tim brigaram lance a lance, até a casa do R$ 1,5 milhão, quando então a Claro baixou em mais de R$ 300 mil de uma vez e ficou com o melhor preço. O contrato envolve prestação de Serviço Móvel Pessoal, com fornecimento de dispositivos do tipo Smartphones, Modems USB e Tablets.  

O prazo de 30 meses começa a ser contado de 4/12/2019 e vai até 4/06/2022. O valor mensal estimado é de R$ 39.995,52, o qu

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/05/2020
Anatel: Parabólicas comprometem porta de entrada do 5G no Brasil

21/05/2020
Anatel confirma que filtros não resolvem interferência do 5G nas parabólicas

15/05/2020
Dataprev prepara licitação para migrar da plataforma Dardo para Webfocus

13/05/2020
Governo fará pregão unificado de bens de informática para órgãos públicos de todo o país

13/05/2020
Covid-19 adia participação simplificada de estrangeiros em licitações

08/05/2020
Anatel já sinaliza que Covid-19 vai adiar leilão do 5G para 2021

08/05/2020
Interferência nas parabólicas pode reduzir espectro para 5G

08/05/2020
A pandemia como fator de aceleração de transformação digital

08/05/2020
Governo prepara compra centralizada de PCs e notebooks para 523 órgãos

07/05/2020
Compras públicas: Bolsonaro edita MP que antecipa pagamento de licitações

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site