Home - Convergência Digital

Bateria de celular dá prêmio Nobel a três cientistas

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 09/10/2019

Os cientistas John Goodenough, dos EUA, Stanley Whittingham, do Reino Unido, e Akira Yoshino, do Japão, ganharam nesta quarta-feira, 9/10, o prêmio Nobel de Química pelo desenvolvimento de baterias de íons de lítio, uma importante tecnologia para reduzir o uso de combustíveis fósseis. 

Aos 97 anos, o norte-americano Goodenough se tornou o ganhador mais velho a receber um Nobel. 

“Essa bateria recarregável levou à fundação de dispositivos eletrônicos sem fio, como celulares e notebooks”, informou a Academia Real das Ciências da Suécia em um comunicado sobre o prêmio de 906 mil dólares. 

“(A bateria) também tornou possível um mundo livre de combustíveis fósseis, já que é utilizada para tudo, de carregar carros elétricos a armazenar energia de fontes renováveis”

Whittingham desenvolveu a primeira bateria de lítio funcional no início da década de 1970. Goodenough duplicou o potencial da bateria na década seguinte e Yoshino eliminou o lítio puro da bateria, elevando a segurança do dispositivo. 

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

15/05/2020
CVM adota regras simplificadas para startups

06/05/2020
MCTIC cria grupo para avaliar mudanças na Lei do Bem

16/04/2020
Pesquisa de inovação mostra investimento baixo e falta de política pública

14/04/2020
Uso de dados para medir aglomerações é destaque em programa do Ministério da Economia

10/02/2020
Sebrae seleciona 160 startups para programa de aceleração

07/02/2020
Tecnologias de reconhecimento facial são rejeitadas pelos consumidores

05/02/2020
Softex seleciona projetos de inteligência artificial para aportes de R$ 250 mil

29/01/2020
PUC-Rio abre bolsas remuneradas em programa dedicado às Insurtechs

28/01/2020
Embrapii abre inscrições para projetos de inovação

22/01/2020
Aceleradora busca start-ups e projetos no setor de Cannabis no Brasil

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site